Tamanho do texto

Presidente Peter Siemsen tem pouco a fazer em um cenário onde a Unimed, principal patrocinadora do clube, diz que só vai se posicionar sobre investimentos para 2015 em dezembro

Dentro de campo os jogadores do Fluminense trabalham para conseguir levar o time para a Copa Libertadores. Fora das quatro linhas a diretoria vê de maneira passiva o risco de um desmanche de grandes proporções no elenco. O presidente Peter Siemsen tem pouco a fazer em um cenário onde a Unimed, principal patrocinadora do clube, afirma que só vai se posicionar sobre os investimentos para 2015 em dezembro, quando o Campeonato Brasileiro chegar ao fim - a empresa provavelmente aguarda para saber se a vaga no torneio continental será alcançada.

Com esta realidade, jogadores de nome do elenco, com contrato somente até dezembro, estão liberados para acertarem com outros clubes. Caso do goleiro Diego Cavalieri, do zagueiro Gum, do lateral esquerdo Carlinhos e dos volantes Valencia e Diguinho. Cansado de uma solução que não chega, Carlinhos foi o primeiro a comunicar que não vai esperar pelos dirigentes e até a próxima segunda-feira definirá seu novo clube.

"Isso é normal no futebol e toda a história tem um fim. Já conversei com o Celso Barros (presidente da Unimed) e ele deve ter passado a situação para o Carlinhos. Até a próxima semana vamos definir o futuro do jogador", comentou o ex-atacante Luizão, empresário do atleta, em entrevista ao jornal Extra , do Rio de Janeiro.

Diego Cavalieri chegou a abrir uma negociação com a diretoria informando os valores com que deseja trabalhar em termos de renovação, pois não teve uma valorização considerável, ainda nas Laranjeiras. O pedido do jogador só será aceito em caso de vaga na Libertadores. Valencia e Diguinho não foram procurados ainda e apenas Gum estaria com a renovação encaminhada.

Mas até mesmo os jogadores com contrato mais longo estão ameaçados de deixar o clube. O volante Jean e o meia Wágner estariam negociando com o Palmeiras, que deverá anunciar Rodrigo Caetano, hoje no Vasco, como diretor do departamento de futebol. Caetano trabalhou com os dois atletas no próprio Tricolor. Wágner também estaria nos planos do Cruzeiro, camisa que já defendeu, assim como o atacante Fred. A Raposa gostaria de contar com os dois ex-atletas na Copa Libertadores do próximo ano.

Recentemente alçado ao posto de titular, o zagueiro Marlon, de apenas 19 anos, está nos planos do Milan, e no caso de uma boa proposta, o Fluminense vai se ver obrigado a negociar para fazer caixa.

Jogadores que não estão firmes na condição de titular também dão sinais de insatisfação e já estão pleiteando a saída do clube ou pelo menos pensando com carinho na possibilidade. É o caso dos atacantes Rafael Sobis e Walter, que já mostraram que não estão felizes com as poucas oportunidades recebidas ao longo do ano. Walter recentemente foi colocado de novo entre os titulares, mas nem isso é garantia de sua permanência.

Neste cenário de incertezas para 2015, o técnico Cristóvão Borges, que não deverá ficar para a próxima temporada, vai preparando o time para o duelo do próximo sábado, às 19h30 (de Brasília), contra o Goiás, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). O duelo é válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Para este jogo, Marlon é desfalque certo devido à uma lesão na coxa esquerda. Assim, o zagueiro Elivelton será titular novamente. Nesta quarta-feira, os jogadores treinarão na parte da manhã, nas Laranjeiras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.