Tamanho do texto

Eleições no clube estão marcadas para fevereiro e Mário Gobbi sinaliza que auxiliar pode ser técnico interino o início do ano

A disputa política do Corinthians não interfere diretamente no dia a dia dos jogadores, mas a iminente troca no comando técnico é algo discutido no elenco. O novo presidente só será decidido na eleição de fevereiro, e Mário Gobbi estuda manter um treinador interino - como o ex-jogador Sylvinho, hoje auxiliar - no primeiro mês de 2015.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

É quase certo que Mano Menezes deixará o clube ao fim de seu contrato, em dezembro, o que efetivamente já o torna um interino. É dessa forma que a equipe busca o objetivo que lhe restou na temporada, uma vaga na próxima Copa Libertadores por meio do Campeonato Brasileiro.

Sylvinho faz parte da comissão técnica permanente do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Sylvinho faz parte da comissão técnica permanente do Corinthians

"A gente tem que pensar no hoje. Hoje, ele é o treinador e está fazendo um bom trabalho. Estamos com ele, fechados, com o grupo se doando. O objetivo é terminar lá em cima. Espero que a gente possa terminar o ano com todo o mundo junto, com o time classificado para a Libertadores", afirmou o meia Danilo.

A ideia é que o novo chefe, seja ele interino ou não, comece a temporada com a responsabilidade de uma boa participação na principal competição sul-americana. Um bom início de trabalho - por exemplo, com uma vitória convincente na fase prévia da Libertadores - pode até acabar com a interinidade."Isso pode acontecer. Ainda mais se for o Sylvinho, que tem uma história bonita no futebol e é um ídolo daqui. O futebol é feito de oportunidades, o futebol é resultado. São vários os casos de interinos que pegam e veem as coisas darem certo. Aí, ele emplaca como treinador", disse Danilo.

A permanência de Mano é considerada muito difícil, mas ainda não está totalmente descartada. O grupo da situação, que tem Roberto de Andrade como candidato e é o favorito nas eleições, fala abertamente na possibilidade de recontratar Tite. Oswaldo de Oliveira também é um nome que agrada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.