Tamanho do texto

Volante não vem sendo aproveitado no time inglês, mas mesmo assim treinador descarta emprestá-lo ao ex-clube

Paulinho tem tido poucas chances no Tottenham: fez só seis jogos na temporada
Andrew Caballero-Reynolds/Getty Images
Paulinho tem tido poucas chances no Tottenham: fez só seis jogos na temporada

Poucos dias após a imprensa inglesa especular um possível retorno de Paulinho ao Corinthians por empréstimo na próxima abertura da janela de transferências, em janeiro de 2015, o técnico do Tottenham , Mauricio Pochettino, descartou qualquer possibilidade de se desfazer do volante.

Veja a classificação, jogos, artilharia e notícias do Campeonato Inglês

"Nenhum jogador do Tottenham, neste caso em especial o Paulinho, será emprestado a um clube brasileiro. Não há nenhuma chance", garantiu o técnico em entrevista à "ESPN".

Desde a chegada do argentino à equipe inglesa na metade deste ano, Paulinho perdeu a condição de titular e, em alguns momentos, até mesmo a vaga no banco de reservas. O brasileiro disputou seis jogos na atual temporada, sendo cinco deles pela Liga Europa e pela Copa da Liga Inglesa, competições onde o clube poupa os titulares e aproveita os suplentes.

Em apenas uma oportunidade Paulinho entrou em campo pelo Campeonato Inglês. O jogador entrou no segundo tempo da derrota do Tottenham para o West Bromwich, há quase um mês. Em agosto, o volante chegou a marcar um gol pelo time londrino, diante do Limassol, do Chipre, pela Liga Europa.

Segundo Pochettino, a não escalação de Paulinho é uma escolha técnica. "Paulinho foi um dos últimos a se reapresentar no clube, veio depois da Copa do Mundo. Mas não há nenhum problema com ele, está treinando bem. É apenas uma questão técnica", disse.

Corinthians sonha - Sem confirmar uma sondagem alvinegra, Edu Gaspar não descartou uma investida pelo jogador. "O Paulinho tem um bom relacionamento com todos aqui, inclusive com o presidente. É uma situação difícil, pois é um atleta que tem mercado na própria Europa. Precisa entender a cabeça do atleta, provavelmente ele não esta feliz por não estar jogando, mas temos que ver o que ele quer. As portas sempre estarão abertas por tudo que ele fez", disse o gerente de futebol à mesma emissora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.