Tamanho do texto

Países rivais tiveram duelo interrompido depois que drone com bandeira albanesa invadiu estádio e jogadores iniciaram briga

A Uefa anunciou punições às seleções da Sérvia e da Albânia pela briga generalizada que interrompeu o duelo entre as equipes no último dia 14, em Belgrado, pelas eliminatórias da Eurocopa de 2016.

Pelo abandono de campo da seleção albanesa, a entidade decidiu decretar vitória de 3 a 0 para a Sérvia. No entanto, a Uefa puniu os sérvios com a perda de três pontos na competição, praticamente anulando os resultados.

Por não garantir a segurança das pessoas presentes no estádio, a Sérvia, ainda terá de atuar com portões fechados nos dois próximos jogos da equipe no país - no dia 14 de novembro, contra a Dinamarca, e no dia 4 de setembro de 2015, diante da Armênia.

Além das punições esportivas, a Uefa decidiu aplicar uma multa de cem mil euros (R$ 316 mil) às duas seleções envolvidas na confusão. As decisões, no entanto, ainda cabem recurso.

Entenda o caso
Enquanto as equipes jogavam em campo, um drone com uma bandeira da Grande Albânia passou a sobrevoar o gramado, o que irritou os atletas sérvios - o fato simboliza uma reivindicação albanesa por territórios nos Balcãs, região marcada por conflitos, e inclui uma parte da Sérvia.

Em resposta, o sérvio Mitrovic arrancou o objeto, o que foi o estopim para uma grande batalha campal. Torcedores chegaram a invadir o campo, fazendo com que, sem condições de continuar, a partida fosse interrompida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.