Tamanho do texto

Técnico do São Paulo culpou o desgaste físico dos jogadores. "Estão esgotados, jogando no limite. Não pensam direito", diz

O cartão amarelo recebido por Michel Bastos neste sábado, ao longo da vitória do São Paulo sobre o Bahia, foi seu terceiro seguido. Após cumprir suspensão por duas expulsões, ele terá novo gancho automático no Campeonato Brasileiro , mas, diferentemente das outras ocasiões, não foi recriminado pelo treinador, em função do desgaste físico do elenco após a viagem para o Chile.

Leia mais: Ceni e Ganso marcam, São Paulo vence e segue na caça ao líder Cruzeiro

"Por mais que a gente fale, não adianta, o jogo é quente, os caras querem ganhar. E a gente sente que os jogadores estão esgotados, jogando no limite. Não pensam direito", disse Muricy Ramalho, no Morumbi, não sem admitir que se esforça para corrigir o aspecto disciplinar do elenco.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Campeonato Brasileiro

Michel Bastos
Moisés Nascimeno/ Agif/Gazeta Press
Michel Bastos

"A gente tem costume de preparar os jogadores para o árbitro que vai apitar nosso jogo. O que não pode é ser expulso de graça, por reclamação. Por reclamação, não adianta, porque já passou", acrescentou.

Veja mais: Kaká atribui sufoco no fim da partida a cansaço: "Controlamos o jogo o tempo inteiro"

Michel já tomou cartões vermelhos em partidas contra Figueirense e Flamengo. Devido ao segundo, foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva com três jogos de suspensão, uma delas já cumprida de forma automática. O clube, porém, conseguiu efeito suspensivo antes do julgamento do recurso.

Além dele, também foram advertidos com cartão amarelo neste sábado os meias Paulo Henrique Ganso, Kaká e Maicon, além do atacante Luis Fabiano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.