Tamanho do texto

Andrey, que substituiu o titular Jefferson, levou cinco gols no Pacaembu, o último deles aos 25 minutos do segundo tempo

Andrey, goleiro do Botafogo
Getty Images
Andrey, goleiro do Botafogo

A goleada sofrida no Pacaembu só vem a aumentar a crise na qual o Botafogo está afundado nesta temporada. Com salários atrasados e lutando contra o rebaixamento no Brasileirão, o Glorioso dá adeus à Copa do Brasil de forma melancólica. O baque é tão grande que o goleiro Andrey teria pedido para o Santos diminuir a intensidade com a goleada já construída.

"Ele (Andrey) frisou que estava 5 a 0, falou para dar uma segurada", revela ao canal Sportv o volante Renato, que entrou no segundo tempo. "Isso é normal, porque nos conhecemos. Mas falei que estávamos sérios, ninguém estava brincando. Jogamos sério até o final", garante.

Diretoria do Botafogo cogita punir Jefferson por não ter atuado contra o Santos

A postura do Peixe durante a partida foi aprovada por Enderson Moreira, técnico santista, que nega diminuir a intensidade de sua equipe. "A maior parte do respeito que podemos ter com o adversário é fazer o melhor. É evidente que tem essa conversa em campo, mas não podemos segurar o ímpeto dos jogadores",

Fato é que o último gol santista saiu aos 25 minutos do segundo tempo, e daí em diante o Botafogo conseguiu enfim se segurar. A derrota por cinco gols foi classificada como dolorida por Vagner Mancini, que agora tenta juntar os cacos do Botafogo para seguir lutando para não cair no Brasileirão. O próximo compromisso do Glorioso é contra o Sport, no domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.