Tamanho do texto

Time brasileiro segurou o empate sem gols até os últimos minutos, mas acabou vacilando no final e foi eliminado da Copa Sul-Americana pelo César Vallejo, do Peru

A classificação estava garantida até os minutos finais do segundo tempo, mas o Bahia não conseguiu segurar o resultado até o fim e permitiu com que o César Vallejo marcasse dois gols. A vitória por 2 a 0 levou a decisão para os pênaltis, e os peruanos, animados com o que fizeram no tempo regulamentar, garantiram a classificação. Quem compareceu ao estádio Mansiche viu até os goleiros cobrarem pênaltis, selando a vitória dos anfitriões por 7 a 6.

Confira a tabela de jogos, artilharia e notícias da Copa Sul-Americana

De acordo com o chaveamento da Sul-Americana , o César Vallejo espera o vencedor do confronto entre Atlético Nacional e Vitória. Na primeira partida, disputada em Medellín, na Colômbia, o time brasileiro segurou o empate em 2 a 2, e agora joga diante de sua torcida nesta quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Barradão, precisando de uma vitória para se classificar.

Bahia tenta segurar a pressão

Depois de perder de 2 a 0 no primeiro duelo, a equipe peruana sabia que não poderia perder tempo, e então se lançou ao ataque desde o apito inicial. Logo aos dois minutos, Chiroque ganhou a jogada pela ponta, fez o cruzamento e a bola cruzou a área baiana de forma perigosa sem ninguém desviar. Aos 16, Léo Gago tentou responder para os brasileiros e assustou em chute de longe.

Faltava qualidade para as duas equipes, mas a necessidade de vencer fazia com que o César Vallejo tivesse mais presença no campo de ataque. Aos 26, Chiroque voltou a dar trabalho para a defesa baiana, conseguiu invadir a área, porém demorou a chutar. A melhor chance ainda viria aos 44, quando Rabanal aproveitou a sobra, emendou uma bomba e Marcelo Lomba fez uma defesa espetacular.

Gol aos 47 para deixar vivo

O cenário do segundo tempo era parecido. O César Vallejo permanecia com a bola no ataque, enquanto o Bahia espera um contra-ataque, geralmente ligado por Léo Gago, para levar perigo. Desta forma, Quinteros quase marcou aos 18 para os peruanos, e Marcos Aurélio aos 19 para os brasileiros. Com o passar do tempo, no entanto, o time da casa precisou acelerar o ritmo e restou aos baianos se defender.

Aos 32, Andy Pando soltou a bomba e Marcelo Lomba apareceu mais uma vez para evitar o primeiro gol. O lance serviu para animar o César Vallejo. Quinteros carimbou o travessão baiano aos 34, e, enfim, balançou as redes aos 37, depois de chutar sem dar chances ao goleiro tricolor. Se a classificação parecia próxima, o gol de honra ressuscitou os peruanos na partida.

Logo na sequência, Marcos Aurélio recebeu passe de Barbio e perdeu chance incrível, o que acabou custando caro. Aos 47 minutos do segundo tempo, a defesa do Bahia voltou a falhar, deixou Chiroque receber livre na cara de Marcelo Lomba e ampliar a vantagem do César Vallejo. O apagão do Tricolor de Aço no fim permitia a disputa por pênaltis em Trujillo.

Libman decide no gol e na linha

Nas cinco cobranças de cada equipe, apenas Chávez, para o César Vallejo, e Lucas Fonseca, para o Bahia, desperdiçaram os seus chutes, levando o duelo para os pênaltis alternados. Rabanal perdeu a primeira, mas Ueliton desperdiçou, assim como Muente e Pará. Morales voltou a marcar e Barbio empatou para os brasileiros. Cardoza e Railan também balançaram as redes, deixando a decisão para um confronto de goleiros. Libman fez sua parte e ainda parou Marcelo Lomba.

FICHA TÉCNICA - CÉSAR VALLEJO 2 (7) X (6) 0 BAHIA

Local: estádio Mansiche, em Trujillo, Peru
Data: 15 de outubro de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Veras (Equador)
Assistentes: Christian Lescano e Byron Romero (Equador)
Cartões amarelos: Luiz Cardoza (César Vallejo), Uelliton e Lucas Fonseca (Bahia)
Cartão Vermelho: Niger Vega (César Vallejo)
Gols: CÉSAR VALLEJO: Quinteros, aos 37, e Chiroque, aos 47 minutos do segundo tempo
Pênaltis:
BAHIA: Marcos Aurélio, Henrique, Titi, Léo Gago, Barbio e Railan converteram; Lucas Fonseca, Uelliton, Pará e Lomba desperdiçaram
CÉSAR VALLEJO: Tejada, Chiroque, Pando, Milán, Morales, Cardoza, e Libman converteram; Chávez, Rabanal e Muente desperdiçaram

CÉSAR VALLEJO: Salomón Libman; Jesús Rabanal, Luis Cardoza, William Chiroque Tavara, Jeremy Rostaing (Luís Tejada); Donald Millán, Atilio Buente Gionti, Juan Morales, Ronald Quinteros (Niger Veja); Andy Pando e Daniel Chávez
Técnico: Franco Navarro

BAHIA: Marcelo Lomba; Railan, Lucas Fonseca, Titi e Pará; Fahel, Uelliton, Léo Gago e Marcos Aurélio; Rafinha (Willian Barbio) e Kieza (Henrique)
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.