Tamanho do texto

No momento, cinco pontos separam os dois times, que ainda brigam por vaga na Libertadores, mas não atravessam um bom momento no Brasileirão

Três dias depois de sofrer a maior goleada de sua história no Campeonato Brasileiro, o Internacional volta à sua casa para um confronto importante para as pretensões dentro da competição. Neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Beira-Rio, o Colorado buscará manter-se no G4 diante do Fluminense , atual oitavo colocado, e que também precisa de um bom resultado para voltar a brigar seriamente por um lugar na próxima Libertadores.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

No momento, cinco pontos separam o Inter do Fluminense. Com 47, o time gaúcho acabou ultrapassado pelo São Paulo na última rodada e passou a correr risco de deixar o G4. A distância para o Corinthians, atual quinto colocado, é de apenas um ponto no momento. Com duas derrotas consecutivas, o discurso de buscar a liderança (o Cruzeiro está nove pontos à frente) foi deixado definitivamente para trás.

Leia mais: Cristóvão contraria torcida, diretoria e elenco e está ameaçado no Flu

“Não temos a mínima dúvida de que já conseguimos deixar muitas marcas positivas no clube, mas hoje causamos uma marca negativa. Eu sou o responsável, e não pensem vocês que vou reclamar da arbitragem, de ausências, nada disso”, afirmou o técnico Abel Braga, após a derrota por 5 a 0 para a Chapecoense, na última quinta-feira. “Sabemos que essa marca não vai ser esquecida tão cedo, mas precisamos continuar com a mesma luta. E não olhar para frente, mas para trás, na briga do G-4”, completou.

Veja também: Árbitros no Brasil ganham R$ 3,5 mil por jogo. Veja em outros países

O vice de futebol, Marcelo Medeiros, admitiu que a atuação em Chapecó foi vexatória, mas pediu calma aos torcedores que forem ao Beira-Rio neste domingo. “Para reverter essa noite desastrosa, a gente vai precisar da paciência do nosso torcedor. Ele está sangrando hoje. Não vamos conseguir apagar o jogo de hoje, mas estamos numa posição importante em termos de briga por Libertadores. Ainda assim, é uma noite difícil de esquecer”.

Já o meia Alex comparou a derrota no oeste catarinense ao fiasco da Seleção Brasileira diante da Alemanha, na última Copa do Mundo. “Uma vergonha, fazer o quê? A gente viu isso na Copa acontecendo com o Brasil, e você acha que nunca vai acontecer contigo. A gente errou muito, e eles mereceram fazer os cinco gols”.

Diante da péssima partida do meio de semana, Abel poderá promover várias mudanças na equipe. Uma saída certa é a de Juan, lesionado, que deve dar lugar a Ernando. No meio, Willians é volta garantida à equipe após cumprir suspensão. Aránguiz, convocado pela seleção chilena, segue de fora, bem como o lesionado Wellington. Dida, expulso na derrota para a Chapecoense, deve dar lugar a Alisson. O atacante Nilmar, que entrou nos 20 minutos finais na Arena Condá, não começará a partida, mas deve entrar no segundo tempo.

No Fluminense, os empates contra Bahia e Atlético-MG deixaram a equipe carioca mais longe do G-4 do Campeonato Brasileiro. O técnico Cristóvão Borges vem sendo criticado pela torcida, principalmente pelas substituições durante os jogos. O treinador ressaltou que sofre com as constantes igualdades no placar e precisa arrumar uma maneira de voltar ao rumo das vitórias.

“Minha aflição é igual a dos jogadores ou muito maior. Tenho que ter equilíbrio, observar o jogo para saber as coisas que tenho que fazer. A aflição, a vontade, o desespero de entrar para ajudar e botar a bola para dentro eu também tenho. A minha função exige outras observações”.

O meia Wagner não culpa a torcida pelas vaias, mas destacou que um triunfo contra o Internacional vai fazer os tricolores voltarem a empurrar a equipe em campo e elogiar o treinador.

“Nosso torcedor é acostumado a vitórias e títulos. Ele tem o direito de vaiar e aplaudir. Cabe a nós estarmos focados e voltar a vencer. Aí, a torcida voltará a gritar o nome do Cristóvão. Desde que ele chegou, o time melhorou, e passamos a disputar as coisas”.

Para esta partida, Cristóvão Borges vai contar com os retornos de Elivelton e Jean, que cumpriram suspensão no fim de semana. Com isso, Fabrício e Edson devem, novamente, ficar como opções no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X FLUMINENSE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 12 de outubro de 2014, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Asp. Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Alessandro Rocha Matos (Fifa-BA)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Elivelton, Marlon e Fernando; Rafinha, Jean, Cícero, Dario Conca e Wagner; Fred
Técnico: Cristóvão Borges

INTERNACIONAL: Alisson; Gilberto, Ernando, Paulão e Fabrício; Ygor, Willians, Alex, D’Alessandro e Alan Patrick; Rafael Moura
Técnico: Abel Braga

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.