Tamanho do texto

Clubes podem ser multados entre R$ 100 e R$ 100 mil e ainda perder até dez mandos de campo no Brasileirão

A confusão entre as torcidas de Goiás e Figueirense , no último sábado, deve culminar em sanções do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). As imagens da briga foram solicitadas e serão usadas para denunciar descumprimento do artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Por "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir" o incidente, ambos podem ser multados entre R$ 100 e R$ 100 mil e ainda perder até dez mandos de campo.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

A perda de mando de campo apresenta-se como possibilidade plausível, ao menos no caso do Goiás, que era o responsável pela realização da partida. Caso o STJD entenda que a briga foi "de elevada gravidade ou casou prejuízo ao andamento do evento desportivo", o código prevê de um a dez jogos de punição. Por causa da confusão, a partida ficou paralisada por cerca de dois minutos na metade do segundo tempo.

Ainda que o CBJD preveja que a omissão torna os clubes responsáveis pela briga dos torcedores, o Tribunal não deve optar pelas punições máximas caso aceite a denúncia da Procuradoria. Isto porque a desordem não envolveu invasão de campo ou lançamento de objetos no gramado, o que teria agravado o descumprimento do código.

Entenda o caso

Aos 24 minutos do segundo tempo do duelo entre Goiás e Figueirense, alguns esmeraldinos desceram até a geral, setor desativado do Serra Dourada, para entrar em confronto com os torcedores visitantes. A pancadaria durou alguns minutos até que os policiais intervieram.

Um torcedor do Figueirense chegou a ficar desacordado nas arquibancadas após a briga, mas foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e passa bem. Seis torcedores foram detidos no sábado, dia da partida, sendo quatro do Goiás. Eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.