Tamanho do texto

Com gols do brasileiro e craque argentino, Barcelona bate o adversário por 2 a 0 e mantém a liderança do Espanhol

Pressionado pelo Valencia, que venceu o Atlético de Madri por 3 a 1, o Barcelona não quis saber de tropeçar e surpreendeu o Rayo Vallecano. Com gols de Messi e Neymar, o clube catalão levou a melhor e venceu por 2 a 0. Com a vitória, o time assegura a liderança da competição com 19 pontos.

Jogadores do Barcelona comemoram gol marcado diante do Rayo Vallecano
Andres Kudacki/AP
Jogadores do Barcelona comemoram gol marcado diante do Rayo Vallecano

Confira a tabela do Campeonato Espanhol

A dupla "NeyMessi", como os jornais costumam tratar os astros, marcou um gol cada um, todos no primeiro tempo. Ainda na segunda etapa, Rayo Valleco teve dois jogadores expulsos, mas o placar não foi mais alterado.

A partida ainda marcou o recorde do goleiro Bravo, que atingiu a marca de um goleiro menos vazado em um início de Liga BBVA – já são sete jogos sem sofrer gols. O recorde antes pertencia a Pedro María Artola. 

Com o resultado, o Barça ultrapassou o Valencia e assumiu a liderança do Campeonato Espanhol com 19 pontos. Já o Rayo está estacionado na faixa intermediária da tabela, ocupando a 10ª posição com oito pontos.

O jogo

Logo aos sete minutos, o Barcelona chegou com perigo, mas o próprio ataque culése atrapalhou na jogada. Messi encontrou Mathieu livre na esquerda e ia executando um ótimo passe, mas Neymar desviou a bola, atrapalhou o domínio do lateral e ainda foi pego em posição irregular pelo bandeira.

Na sequência, os rivais assustaram. O meia espanhol Bueno chegou com perigo para chutar rasteiro e obrigar o goleiro Bravo a salvar a sua equipe com uma bela defesa. Cinco minutos depois, o Barça trouxe perigo com Messi, que recebeu de Mathieu, dominou no peito e chutou, sendo travado pelo goleiro Toño.

Veja as fotos de Neymar na temproada 2014/15 pelo Barcelona:

Aos 30, Iniesta lançou Messi, que avançou em velocidade e tocou na saída do goleiro Toño, colocando a bola no fundo do gol. No entanto, o bandeira marcou posição irregular do argentino e anulou o gol.

O Rayo não manteve a mesma sorte, já que Messi conseguiu marcar apenas quatro minutos depois – dessa vez, em situação legal. O camisa 10 avançou nas costas da zaga, recebeu um ótimo lançamento do zagueiro Piqué, ajeitou a bola de cabeça e tocou por cobertura para marcar um golaço.

Messi comemora seu gol diante do Rayo Vallecano
Andres Kudacki/AP
Messi comemora seu gol diante do Rayo Vallecano

A situação piorou ainda mais para os Vallecanos no minuto seguinte. Após o toque inicial no meio-campo, o Barça recuperou a bola. Bartra e Munir trocaram passes na intermediária e lançaram Neymar, que invadiu a área e chutou cruzado para ampliar a vantagem blaugrana. Antes do fim da primeira etapa, ainda sobrou tempo para uma dose de polêmica. Munir foi derrubado na área pelo goleiro Toño e pediu pênalti para o Barça, mas o árbitro apenas mandou o jogo seguir, para reclamações do time de Luis Enrique.

Na volta para o segundo tempo, o Barcelona começou administrando a vantagem no marcador. O Rayo ensaiou uma pressão aos 13 minutos, quando o brasileiro Léo Baptistão avançou pela direito e chutou cruzado, mas o atacante viu uma grande defesa do goleiro Bravo. A tentativa de pressão foi encerrada um minuto depois, quando Neymar dominava a bola na entrada da área e foi derrubado pelo zagueiro Morcillo, que recebeu o segundo amarelo e saiu expulso.

Com um a menos, o Rayo perdeu seu poder de reação e o jogo seguiu morno, com o Barça tocando a bola para passar o tempo. Quando o relógio marcava 38 minutos da etapa final, Messi perdeu uma ótima chance de transformar a vantagem em goleada. O argentino recebeu na área, passou pelo marcador e chutou de pé direito, mas por cima do gol.

O Rayo ainda terminou o jogo com nove, já que o meia Aquino foi expulso no último minuto de jogo após falta em Piqué.

*Com Gazeta 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.