Tamanho do texto

Dispensado pelo Botafogo, o atacante tem contrato com o clube paulista até o meio de 2015

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, pronunciou-se brevemente sobre a situação do atacante Emerson, emprestado ao Botafogo até o final do ano. O clube carioca anunciou a rescisão do contrato do jogador, que não é aguardado na agremiação paulistana.

Desafeto de Mano, retorno de Sheik ao Corinthians é improvável após dispensa

"Esse problema não é meu. O Emerson é problema do Botafogo até o dia 31 de dezembro. Em janeiro, talvez. Se eles não querem mais, quem tem de arrumar um lugar para ele treinar é o Botafogo", afirmou o dirigente, em entrevista concedida à rádio Jovem Pan .

Emerson Sheik em treino do Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Emerson Sheik em treino do Corinthians

O contrato do Sheik com o Corinthians expira na metade da próxima temporada. Mesmo com o atleta no Rio de Janeiro, era o clube do Parque São Jorge o responsável pelo pagamento de seus pouco mais de R$ 500 mil de salários. Metade do valor é referente às parcelas da compra do meia Lodeiro.

Questionado sobre o atacante, que já não pode defender nenhum outro time do Campeonato Brasileiro por ter estourado o limite de partidas antes de uma transferência, Mano Menezes procurou se calar. "Não me envolvo em questão de jogadores de outros clubes. Quando estiver no meu plantel, vou responder sobre qualquer coisa", disse o técnico.

É bem improvável que Emerson, herói da conquista da Copa Libertadores de 2012, volte a jogar no Corinthians. A possibilidade passará de zero a alguma coisa caso Mano deixe o comando. Quando partiu ao Botafogo, Emerson saiu reclamando do treinador o questionando o seu caráter.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.