Tamanho do texto

No Couto Pereira, equipe alviverde venceu por 1 a 0, mas segue na última colocação do Brasileirão

A vitória sobre o rival Atlético Paranaense por 1 a 0, no Couto Pereira , dá ao Coritiba três pontos importantes na luta contra o rebaixamento e pode dar o embalo necessário para uma sequência de bons resultados no Campeonato Brasileiro. Autor do golaço que garantiu a resultado, Helder dividiu o momento com os companheiros e com o torcedor que esteve no Alto da Glória.

"Foi um gol bonito, mas não é um gol só do Helder. É um gol do grupo, do Coritiba, dessa torcida que foi presenteada com a vitória", disse o jogador, que pediu ainda crédito ao sistema ofensivo, confiando nas atuações em casa para reagir e escapar da degola. "A gente tem qualidade do meio para frente, e podemos fazer o gol. Agora, temos a meta de ganhar quatro partidas em casa e, com esses pontos, sair da zona de rebaixamento e não voltar mais", acrescentou.

Confira a classificação do Brasileirão e os próximos jogos

O zagueiro Leandro Almeida exaltou a sinergia entre o time, que se dedicou em campo, demonstrando muita vontade, e o torcedor, que empurrou das arquibancadas desde antes de a bola rolar. "A gente sabia que seria um jogo difícil, mas colocamos nosso futebol dentro de campo, nossa vontade, e a torcida compareceu, incentivando do inicio o fim", avaliou.

O defensor coxa-branca não quis comentar sobre a faixa carregada pelo grupo na entrada em campo reclamando dos três meses sem o recebimento de salários e promete que a resposta será em campo, superando mais uma vez as dificuldades. A próxima partida será um confronto direto, contra o Criciúma, novamente no Couto Pereira. "É complicado, a gente sabe que todo mundo depende de seu salário. A gente evita falar sobre isso e vamos focar em vencer para sair dessa situação", concluiu.

Atleticanos tentam manter cabeça erguida após derrota no Atletiba

O Atlético Paranaense não esteve em uma de suas melhores jornadas e perdeu o clássico diante do Coritiba, por 1 a 0, no Couto Pereira, não conseguindo alcançar seu objetivo de engatar uma sequência de resultados positivos dentro do Campeonato Brasileiro. O goleiro Weverton falou sobre o belo chute de Hélder, que definiu o placar final, e lamentou a falta de pontaria do ataque.

"Foi um chute indefensável e a gente criou boas oportunidades, tivemos chance de sair na frente no primeiro tempo, mas não fizemos", analisou o jogador, que pede tranquilidade na hora de analisar os prejuízos reais da derrota. "Está todo mundo embolado na parte de baixo e é importante ter uma sequência de vitórias. Não está tudo errado, tudo perdido, tem várias rodadas ainda", completou.

O goleiro acredita que a postura mostrada no primeiro tempo prova que é era possível ter saído de campo com outro resultado e mantém a equipe focada para seguir em busca de uma sequência. "O time jogou bem o primeiro tempo e agora é ter tranquilidade. O desespero maior é para quem está na zona de rebaixamento e nós não estamos lá. Temos é que pensar no próximo adversário", afirmou o arqueiro, já projetado a partida diante do São Paulo.

Já Hernani lembrou que o gol com menos de um minuto do segundo tempo foi um banho de água fria, mas não tira a responsabilidade da equipe, que não conseguiu balançar as redes nas chances criadas, especialmente nos 45 minutos iniciais. "A gente sente um pouco, mas a gente buscou o gol de empate, só que ele não saiu. Acontece. Tem que ter a cabeça erguida e trabalhar. A gente poderia ter matado o jogo no primeiro tempo", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.