Tamanho do texto

Treinador disse que temeu por mais um resultado injusto dentro do Brasileirão, mesmo com sua equipe atuando bem

Quando o Palmeiras foi para o intervalo sob vaias no Pacaembu, perdendo por 1 a 0 para a Chapecoense, o medo de um resultado considerado injusto, como na derrota para o Figueirense no domingo atingiu até Dorival Júnior. Mas o próprio técnico se controlou e conta ter acalmado os jogadores para virar, vencer por 4 a 2 e sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro .

"Tentei só acalmar e mostrar que estávamos jogando corretamente, tanto que não mudei nada. A palestra foi rápida, queria adiantar a marcação, com um pouco mais de paciência com a bola. Mesmo assim, nos primeiros cinco minutos, a Chapecoense prevaleceu e criou duas chances. Mas, de repente, viramos", indicou o treinador, lembrando o que falou no vestiário.

Dorival Júnior, treinador do Palmeiras
Getty Images
Dorival Júnior, treinador do Palmeiras

O temor do que ocorreu no fim de semana, porém, o atingiu. "Eu estava vendo o mesmo filme, com o time bem no primeiro tempo e indo para o vestiário com o 1 a 0 contra. É muito complicado, mas esta fase uma hora tem que acabar", afirmou, elogiando seus jogadores.

"Sempre o torcedor vai fazer a diferença. Mas, se não entrar com determinação, não dá mais para um time vencer simplesmente pela camisa. Define-se o resultado respeitando o adversário, marcando como ninguém, excessivamente, para que, com posse de bola, tenha campo para trabalhar", indicou.

Pelo discurso de Dorival, a derrota para o Figueirense parece um marco. "Saímos da derrota para o Figueirense com um sentimento único. A equipe está buscando uma unidade, e a indignação era grande por aquilo que produziu, mas o resultado ficou invertido", lembrou, respirando aliviado por sair da zona de rebaixamento.

"Foi uma vitória importante, ainda mais pela forma como foi conquistada. Os jogadores estão de parabéns porque voltamos a fazer uma boa partida. Era um jogo de alto risco, contra um time traiçoeiro na forma de contra-atacar, e conseguimos um resultado importante para a nossa sequência", comemorou.

"A saída desta posição foi importante. Pontuar é mais importante do que qualquer outra situação, e o Palmeiras vinha merecendo um resultado que deixasse os jogadores mais confiantes. Tomara que seja o início de uma recuperação completa e uma regularidade que tanto queremos", prosseguiu o técnico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.