Tamanho do texto

Contrato do jogador, artilheiro do time em 2014, com 11 gols, termina no final do ano, e a diretoria alviverde ainda não acertou a renovação

O atacante Henrique, que marcou o segundo gol do triunfo do Palmeiras sobre o Vitória, na última quinta-feira, ainda não sabe se permanecerá no clube na próxima temporada. O contrato do jogador, artilheiro do time em 2014, com 11 gols, termina no final do ano, e a diretoria alviverde ainda não acertou a renovação.

Emprestado pelo Mirassol, clube que detém seus direitos econômicos, o atacante de 25 anos evita pressionar os dirigentes do Palmeiras e garante que a indefinição não atrapalha seu desempenho dentro de campo.

"Estou preocupado em ajudar o Palmeiras. Isso (renovação de contrato) eu deixo para o meu empresário, ele vai me passar tudo o que acontecer. Tenho que me doar mais, trabalhar mais e me preocupar em tirar o Palmeiras dessa situação. Até dezembro, tem muito tempo", declarou o jogador, que garantiu já ter havido um contato inicial entre a diretoria e seu empresário para que o vínculo seja estendido.

Apesar de ser questionado por parte da torcida, Henrique é atualmente o principal atacante do Palmeiras. Contratado para ocupar a vaga de Alan Kardec - que se transferiu para o São Paulo -, o jogador se tornou mais importante que Leandro, autor de quatro gols em 2014 e por quem o Verdão desembolsou R$ 8 milhões no começo deste ano.

Henrique deve ser mantido no time titular neste domingo, quando o Palmeiras enfrenta o Figueirense para tentar sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A partida, válida pela 25ª rodada da competição, será disputada às 18h30 (de Brasília), no estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.