Tamanho do texto

Ameaçados de rebaixamento, rivais baianos fazem campanhas similares a líder Cruzeiro. Times paulistas perdem embalo, enquanto cariocas têm números de quem briga para não cair

Na luta para fugir do rebaixamento, Bahia e Vitória fazem campanhas de G4 no returno
Felipe Oliveira/Getty Images
Na luta para fugir do rebaixamento, Bahia e Vitória fazem campanhas de G4 no returno

A dupla Bahia e Vitória no G4 e disputando pau a pau com o Cruzeiro . O São Paulo sem fôlego na briga pelo título. Times cariocas beirando a zona de rebaixamento – um deles afundado nela. Situações improváveis semanas atrás, é isso que está acontecendo no segundo turno do Campeonato Brasileiro .

Leia também:  Corpo mole de rivais pode ajudar a rebaixar Palmeiras e Botafogo

Na luta para fugir da queda para a Série B, Bahia e Vitória têm duas das melhores campanhas das últimas cinco rodadas, quando começou a metade final da competição. Apenas Internacional  e Atlético-MG foram superiores neste período. Mesmo o líder Cruzeiro não foi mais produtivo que os arquirrivais nordestinos.

Já o São Paulo, que há menos de duas semanas venceu a equipe mineira e parecia ter entrado de vez na disputa pela taça, perdeu fôlego. Corinthians , Santos e Palmeiras também fazem returno mediano até aqui. A situação só não é menos tensa do que a vivida pelos grandes cariocas. Flamengo e Fluminense têm campanhas dignas de brigar para não cair, enquanto o Botafogo é o segundo pior time das últimas rodadas, à frente somente do Atlético-PR .

Confira a classificação completa do Campeonato Brasileiro 2014

2º TURNO DO BRASILEIRÃO
GP GC P % #
1 Internacional 5 3 1 1 6 2 4 10 66,7%
2 Atlético-MG  5 3 1 1 9 7 2 10 66,7%
3 Bahia 5 3 0 2 9 6 3 9 60,0% 16º
4 Cruzeiro 4 3 0 2 8 7 1 9 60,0%
5 Vitória 5 3 0 2 7 6 1 9 60,0% 18º
6 Grêmio  2 3 0 2 0 2 9 60,0%
7 São Paulo  2 1 2 11 10 1 7 46,7%
8 Chapecoense  46,7% 14º
9 Santos  5 2 8 8 0 46,7%
10 Corinthians  46,7%
11 Sport  2 1 2 5 5 0 7 46,7%
12 Palmeiras  5 2 1 2 5 11 -6 7 46,7% 17º
13 Goiás  5 2 0 3 9 5 4 6 40,0% 11º
14 Coritiba 2 0 3 8 6 2 6 40,0% 19º
15 Fluminense  1 3 1 6 5 1 6 40,0%
16 Flamengo  1 3 1 6 6 0 6 40,0% 10º
17 Criciúma  1 2 2 3 6 -3 5 33,3% 20º
18 Figueirense  1 2 2 4 8 -4 5 33,3% 12º
19  Botafogo 5 1 1 3 6 10 -4 4 26,7% 15º
20 Atlético-PR  1 0 4 2 7 -5 3 20,0% 13º

Ba-Vi na Libertadores?

Não, Bahia e Vitória não estão na briga por uma vaga na Copa Libertadores 2015, mas os times estão sendo dignas disso no início do segundo turno do Brasileirão. Ambos venceram três de seus últimos cinco compromissos. Por saldo de gols, os tricolores têm a terceira melhor campanha do período. Os rubro-negros, por sua vez, ocupariam a quinta colocação.

Para efeito de comparação, o líder Cruzeiro conquistou os mesmos nove pontos da dupla. Internacional e Atlético-MG, com dez, foram os que mais pontuaram. Mas não podemos esquecer que o objetivo dos arquirrivais baianos ainda é escapar da Série B.

Atlético-PR e o fundo do poço

Se a dupla Ba-Vi conseguiu colocar a cabeça para fora d’água, o Botafogo está se complicando cada vez mais. Apesar da importante vitória por 1 a 0 sobre o Goiás na última quinta-feira, os cariocas estão com a segunda pior campanha do returno. Foram quatro pontos conquistados nos últimos 15 jogados.

Quem também começa a entrar no desespero é o Atlético-PR. O clube ainda está na 13ª colocação, mas o aproveitamento de somente 20% nessas rodadas ligaram o alerta. A equipe tem a pior campanha do returno, com somente três pontos ganhos.

No caso de Fluminense e Flamengo, foram seis pontos. Se fosse levado em conta somente o segundo turno do Brasileirão, as equipes estariam em 15º e 16º, respectivamente.

Paulistas perdem fôlego

O São Paulo começou o segundo turno em busca do título. O Corinthians, do G4. Passados cinco jogos, os objetivos estão cada vez mais distantes. Ambos somaram sete pontos em 15 disputados.

No caso dos tricolores, a distância do Cruzeiro aumentou para nove pontos e o time foi ultrapassado pelo Internacional, ocupando agora a terceira posição. Os alvinegros, por sua vez, deixaram o G4 pela primeira vez desde a sétima rodada.

O Santos é outro que vive momentos de altos e baixos. Como consequência, também está longe de brigar por um lugar na Libertadores.

São Paulo: apenas sete pontos nos últimos 15 disputados e título cada vez mais distante
Mauro Horita/Agif/Gazeta Press
São Paulo: apenas sete pontos nos últimos 15 disputados e título cada vez mais distante

Grêmio, o rei da monotonia

É verdade que Luiz Felipe Scolari se recuperou da má fase da Copa do Mundo com a seleção brasileiro, e, no Grêmio , briga por uma vaga para a Libertadores do ano que vem. Mas os bons resultados estão vindo com um alto custo: a monotonia. Foram apenas dois gols marcados e nenhum sofrido nos últimos cinco jogos, uma tediosa média de 0,4 por duelo. O clube é o sexto melhor do segundo turno, com duas vitórias (ambas por 1 a 0) e três empates (todos sem gols).

Palmeiras, a alegria dos atacantes... adversários

Se faltam gols nas partidas do Grêmio, sobram quando o Palmeiras está em campo. A maioria, marcados pelos adversários. Nenhuma equipe sofreu tantos gols no segundo turno quando os palmeirenses: 11 em cinco jogos – a maioria graças à goleada por 6 a 0 para o Goiás. Mas a campanha do time nas últimas cinco partidas, de sete pontos conquistados, podem servir para dar alguma animação na luta contra a zona de rebaixamento.

Palmeiras tomou 6 a 0 do Goiás e tem a pior defesa do segundo turno do Brasileirão
Adalberto Marques/ Agif/Gazeta Press
Palmeiras tomou 6 a 0 do Goiás e tem a pior defesa do segundo turno do Brasileirão