Tamanho do texto

Torcedores de torcidas organizadas do São Paulo chegam à Arena Corinthians com camisas que formavam a frase "Gaivotas da Fiel", sugestão de nome de torcida gay corintiana

A dúvida se haveria provocações relacionadas à homossexualidade no clássico entre Corinthians e São Paulo , na tarde de domingo, acabou bem antes de o jogo começar. Os torcedores tricolores já chegaram ao estádio de Itaquera com camisas que formavam o nome "Gaivotas da Fiel".

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Brasileirão

Torcedores do São Paulo chegam ao Itaqueraão exibindo camisetas que formavam o nome
Reginaldo Castro/Gazeta Press
Torcedores do São Paulo chegam ao Itaqueraão exibindo camisetas que formavam o nome "Gaivotas da Fiel"





Esse é o nome usado pelo jornalista Felipeh Campos na sugestão de uma torcida gay alvinegra. Ele apareceu com a ideia depois que Emerson, então atacante do Corinthians, publicou a foto de um beijo em um amigo, cobrando uma discussão pelo fim da homofobia.

Os torcedores corintianos historicamente tripudiaram os são-paulinos em torno da homossexualidade e inauguraram contra Rogério Ceni o grito de "bicha" na batida do tiro de meta. Temendo punições na esteira do caso Aranha, o clube do Parque São Jorge publicou um texto pedindo o fim da manifestação.

Os são-paulinos não esperaram o primeiro ataque e já chegaram ao estádio de Itaquera, em sua primeira visita ao local, provocando. Minoria na arena, eles tiveram de deixar do lado de fora as camisas que formavam a inscrição "Gaivotas da Fiel". Também não puderam pendurar suas faixas onde queriam, na beira do gramado.

O trajeto de trem dos tricolores, com descida na estação Dom Bosco da CPTM e escolta da Polícia Militar, foi feito sem maiores problemas. Um torcedor acabou sendo detido na porta do estádio, tentando nele entrar sem ingresso e, segundo os policiais, apresentando sinais de embriaguez.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.