Tamanho do texto

Apesar da vitória na Vila Belmiro, clube paulista permanece em nono lugar na tabela de classificação do Brasileirão

Robinho protege a bola da marcação de Paulo Roberto
Miguel Schincariol/Getty Images
Robinho protege a bola da marcação de Paulo Roberto

Um gigante. É assim que o Santos se comporta quando joga na Vila Belmiro. Neste domingo não foi diferente. Sob o comando do atacante Robinho, venceu o Figueirense por 3 a 1. Apesar do resultado, permanece em nono lugar na tabela do Brasileirão . Já a equipe catarinense é o 13º.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

Robinho foi o responsável por marcar um golaço após grande jogada de Lucas Lima, que ainda fez um de cobertura no final. Leandro Damião também mostrou sua força em jogadas aéreas e fez o outro gol santista. Giovanni Augusto, de pênalti, foi quem balançou as redes pelos visitantes. 

O próximo adversário do Santos é o Atlético-MG, no Independência, na quinta-feira. Já o Figueirense recebe a visita do Corinthians na quarta. 

Veja imagens dos jogos desta rodada do Brasileirão:

O jogo

Fazendo jus à fama de visitante indigesto, o Figueirense começou o jogo em cima do Santos e mostrou que daria trabalho à equipe da Baixada. A primeira chance do Figueira veio aos 14 minutos, quando, mesmo desequilibrado, Pablo driblou Neto na área e chutou em direção a Aranha. Melhor para o camisa 1 dessa vez. Pouco antes, Souza também havia criado uma boa chance para o Peixe, ao chutar da entrada da grande área e dar trabalho a Tiago Volpi.

Poucos minutos depois, o time de Santa Catarina desperdiçou uma chance excelente de abrir o placar. Everaldo soltou uma traulitada em para o gol. Adiantado, Aranha viu a bola explodir com muita força no travessão. No rebote, o atacante mandou outra bomba. Dessa vez, o arqueiro fez a defesa e evitou o pior.

Como “quem não faz, toma”, o Figueirense acabou levando o primeiro gol no fim do primeiro tempo. Aos 40 minutos, Lucas Lima cruzou e Leandro Damião mandou para o fundo das redes com muita categoria. O tento saiu depois de muita insistência do Peixe com seu armador, com Robinho e com o garoto Caju no campo de ataque.

Quando a torcida comemorava e os jogadores do Alvinegro Praiano acreditavam que iriam para o intervalo com a vantagem no placar, Caju e Alison se enrolaram para tirar a bola de Marquinhos no ataque e o jogador chutou na mão do volante. O juiz não hesitou em marcar pênalti. Na cobrança, goleiro para um lado e bola para o outro. Giovanni Augusto cobrou com excelência e empatou o confronto.

Logo na volta do intervalo, o Figueirense já apertou o Santos em seu campo de defesa. Aos seis minutos Clayton teve a chance de virar a partida, mas não conseguiu passar por Cicinho e Neto dentro da grande área. Sem alternativas, o Peixe insistiu em lances com Robinho.

Em grandíssima jogada do ataque santista, Lucas Lima partiu em velocidade na intermediária, tocou para Gabriel, que fez belo corta-luz, e Robinho apareceu na meia-lua para mandar a bola no ângulo de Tiago Volpi aos 11 minutos do PT. Jogadaça do Santos coroada com um gol de placa do capitão.

Em grande noite, Robinho comandou o restante da partida, com muita categoria para segurar a bola no campo de ataque santista. Abatidos, os jogadores do Figueirense não tiveram força para reagir. Aos 38, Everaldo ainda ficou cara a cara com Aranha, mas tentou dar uma cavadinha e mandou a bola para fora.

No finalzinho, Robinho puxou contra-ataque mortal, tocou para Thiago Ribeiro. O camisa 11 puxou a marcação e deixou Lucas Lima na cara do gol. De cavadinha o armador fez outro golaço.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Urbano Caldeira, em Santos (SP)
Data: 21 de setembro de 2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO)
Cartões amarelos: Marquinhos e Paulo Roberto (Figueirense); David Braz (Santos)

Gols
SANTOS: 
Leandro Damião, aos 40 do primeiro tempo; Robinho, aos 11 do segundo tempo; Lucas Lima, aos 44 do segundo tempo
FIGUEIRENSE: Giovanni Augusto, aos 47 do primeiro tempo

SANTOS: Aranha; Cicinho, Neto, David Braz e Caju (Zeca); Souza, Alison e Lucas Lima; Gabriel (Leandrinho), Leandro Damião (Thiago Ribeiro) e Robinho
Técnico: Enderson Moreira

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Leandro Silva, Marquinhos (Nirley), Thiago Heleno, Marquinhos Pedroso; Paulo Roberto, Marco Antônio (França), Giovanni Augusto; Clayton (Felipe), Pablo e Everaldo
Técnico: Argel Fucks

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.