Tamanho do texto

Enquanto meia é reserva no Parque São Jorge, atacante é artilheiro da equipe do Morumbi no Brasileirão. Só que valorização facilita que corintianos o vendam em janeiro

Jadson x Pato: São Paulo parece ter levado a melhor sobre o Corinthians na troca
Arte iG
Jadson x Pato: São Paulo parece ter levado a melhor sobre o Corinthians na troca

Há dois meses a avaliação era completamente diferente: na troca de Alexandre Pato por Jadson, o Corinthians havia levado a melhor sobre o São Paulo . Hoje, véspera do clássico válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro , a história mudou e está claro que o clube tricolor se deu bem. Só que isso pode ser um problema no futuro.

Pelo acordo selado em fevereiro, Jadson não pertence mais ao clube tricolor, mas Pato ainda é do Corinthians, que paga metade dos R$ 800 mil de seu salário. O contrato de empréstimo é válido até dezembro de 2015 e a equipe do Parque São Jorge pode vendê-lo em qualquer momento desde que receba uma oferta de pelo menos € 10 milhões (R$30 milhões) – a clausula abaixa no ano que vem; atualmente é de € 15 milhões.

Ou seja, se o atacante continuar marcando gols - são oito no Brasileirão até aqui - e se valorizando, aumenta a chance de que ele seja negociado na próxima janela de transferências, que se abre em janeiro. Caso isso aconteça, quem perde é o time do Morumbi, que, possivelmente classificado para a Copa Libertadores, ficará sem uma peça fundamental em seu esquema hoje.

Pato só engrenou no São Paulo depois da chegada de Kaká ao time, em julho. Dos oito gols marcados pelo atacante no Brasileirão, seis foram nas últimas sete partidas. Se em seu início na equipe do Morumbi o camisa 11 chegou a ficar entre os reservas, agora ele é titular absoluto de Muricy Ramalho.

Jadson, por outro lado, tem história exatamente oposta. Seu início no Corinthians foi excelente, o que pode ser ilustrado pelo fato de o meia ter marcado o primeiro gol alvinegro na arena de Itaquera. Depois da parada para a Copa do Mundo, porém, perdeu espaço e seu lugar é no banco de suplentes de Mano Menezes.

Quanto ao clássico do próximo domingo, tanto Pato quando Jadson estão fora. O São Paulo descarta pagar a multa de R$ 1 milhão para poder contar com o atacante – o Corinthians precisaria concordar com isso e ainda teria direito de rescindir o contrato de empréstimo a qualquer momento.