Tamanho do texto

"Jogador de intensidade, força, energia e comprometimento tático imenso", disse o técnico, que o dirigiu pela primeira vez

Logo no primeiro jogo pelo Santos após retornar da seleção brasileira sub 21, o volante Alison levou mais um cartão amarelo, desta vez em lance bobo, no meio de campo, na vitória contra o Coritiba. Assim, está suspenso do jogo contra o Grêmio, na próxima quinta-feira, e Enderson Moreira não escondeu sua frustração.

“A gente lamenta muito. Um jogador que foi para a primeira participação (sob seu comando), achei um jogador de intensidade, força, energia e comprometimento tático imenso. Perdemos, mas temos jogadores pra executar essa função com características diferentes”, comentou o técnico do Peixe, preocupado com o desgaste físico de seus comandados, lembrando que alguns atletas têm sido poupados até de treinamentos.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

“O campeonato vem em uma sequência extremamente difícil. Essa semana tivemos Arouca, Edu (Dracena), Thiago (Ribeiro) que não participaram. Jogadores que tiveram dificuldades em recuperação. É importante recuperar bem, descansar bem, o jogo é competitivo, difícil”.

Na partida contra o Coxa, na Vila Belmiro, que terminou 2 a 1 para o alvinegro praiano, Enderson usou as três alterações a que tem direito, apostando em Souza, Rildo e Geuvânio nas vagas de Leandro Damião, Gabriel e Lucas Lima, respectivamente, porém, nenhuma surtiu efeito.

“Eu acho que isso faz parte, como jogadores do banco podem acrescentar. O jogo estava competitivo, disputado, brigado. O jogador entra em ritmo incorreto, aí erra passe e cria carga emocional, porque sabe que precisa acertar. Os jogadores não são máquinas, são seres humanos que às vezes oscilam seu nível de atuação”, justificou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.