Tamanho do texto

Com Dida no banco de reservas, comandados de Abel Braga voltaram a vencer depois de pressão da torcida por vaga no G4

Com um gol em cada tempo, o Internacional derrotou o Botafogo por 2 a 0, em partida disputada na tarde deste domingo,no Beira-Rio. O resultado amenizou a crise que estava tomando conta da equipe gaúcha em função dos seguidos tropeços da equipe dirigida por Abel Braga, em competições diferentes. Agora, o Inter soma 37 pontos ganhos e ocupa a terceira posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O Botafogo segue com 22 pontos, na 15ª colocação.

Ernando, do Inter, em ação contra o Botafogo
Roberto Vinícius/Agência Eleven/Gazeta Press
Ernando, do Inter, em ação contra o Botafogo

Confira a tabela completa do Campeonato Brasileiro

Apesar dos muitos desfalques, os dois times disputaram uma partida muito movimentada. A equipe dirigida por Abel Braga mostrou mais objetividade para marcar os gols e definir o resultado positivo. O Botafogo desperdiçou três oportunidades claras de gol, quando a partida estava empatada, e depois não soube impedir a vitória do time gaúcho. Alex e Eduardo Sasha marcaram os gols.

Na próxima rodada, o Internacional vai enfrentar o Sport, na Arena Pernambuco. O Botafogo terá o Bahia pela frente, no Maracanã.

O jogo -Muito modificado, o Internacional começou a partida forçando as jogadas pela esquerda, com o chileno Aranguiz caindo no setor do improvisado Dankler. Só que a primeira jogada de perigo foi do Botafogo, aos quatro minutos.Após cruzamento de Rogério na área gaúcha, Diogo se atrapalhou e quase marcava contra, mas o goleiro Muriel defendeu com o pé direito e salvou a sua equipe.

No Inter, o meia D'Alessandro caía pela direita para abrir espaços na defesa alvinegra, enquanto Jorge Henrique se juntava a Wellington Paulista na frente. O time dirigido por Abel Braga ditava o ritmo de jogo. Aos 13 minutos, D'Alessandro tabelou com Alex e chutou cruzado. Jefferson defendeu em dois tempos.Aos 16 foi a vez de Jorge Henrique arriscar,de fora da área, mas a bola bateu em André Bahia e saiu.

Aos 19 minutos, D'Alessandro bateu falta do lado direito e Jorge Henrique se antecipou aos zagueiros e cabeceou por cima do travessão. A resposta alvinegra foi fulminante. Rogério fez ótimo lançamento para Wallyson que entrou livre e tocou para desviar do goleiro Muriel,mas acabou colocando a bola para fora, desperdiçando uma grande chance para marcar.

Eduardo Sasha comemora gol do Internacional sobre o Botafogo
Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Eduardo Sasha comemora gol do Internacional sobre o Botafogo

Aos 24 minutos, novamente Rogério brilhou, colocando Zeballos em ótimas condições para marcar,diante de Muriel,mas o paraguaio chutou de forma bisonha e perdeu a oportunidade.Três minutos depois,o alvinegro carioca que aproveitava o avanço do Inter, para atacar em velocidade, voltou a desperdiçar outra excelente chance. Agora foi a vez de Zeballos dar um passe perfeito para Wallyson na entrada da pequena área, mas o chute do atacante foi bloqueado pelo goleiro Muriel.

Aos 30 minutos, o técnico Abel Braga foi obrigado a substituir Jorge Henrique que se queixava de dores na coxa, por Eduardo Sasha que começou dando trabalho ao goleiro Jefferson em chute,sem ângulo,que quase surpreendeu o jogador alvinegro.

O Inter continuava pressionando e,aos 40 minutos, marcou o primeiro gol. Alex recebeu de D'Alessandro e mandou uma bomba,por cobertura, no ângulo direito. Adiantado, o goleiro Jefferson não teve condições de fazer a defesa.

Aos 45 minutos, o goleiro Muriel foi bater um tiro de meta e caiu se queixando de dores na perna esquerda. Ele ainda fez uma tentativa de continuar,mas não suportou e cedeu seu lugar a Dida.

O segundo tempo começou com uma boa jogada de Alan Ruschel pela esquerda. O lateral se livrou de Dankler com facilidade e cruzou para cabeçada defeituosa de Sasha.Aos cinco minutos, Aranguiz fez grande lançamento para Alan Ruschel que entrou livre pela esquerda,mas chutou muito mal. O Botafogo só chegou na área gaúcha, aos sete minutos, em cabeçada de Rogério que Dida defendeu sem dificuldades.

As duas equipes atuavam ofensivamente, mas o time da casa mostrava um pouco mais de objetividade, principalmente em lançamentos para Alan Ruschel que tentava se aproveitar do fato de Dankler atuar improvisado na posição. O Botafogo tinha em Rogério o seu jogador mais eficiente,mas as boas jogadas do atacante que veio do Náutico não eram aproveitadas pelos seus companheiros.

Aos 13 minutos, o Internacional marcou o segundo gol.Alex bateu escanteio,pela esquerda, e Eduardo Sasha,inteiramente livre, cabeceou para colocar a bola nas redes. O técnico Vagner Mancini trocou o volante Rodrigo Souto pelo atacante Ferreyra, numa tentativa de dar maior poder ofensivo ao ataque, recuando o peruano Ramirez para se juntar a Gabriel na proteção da defesa.

Aos 25 minutos, Aranguiz fez ótima jogada e lançou D'Alessandro que tentou encobrir Jefferson e a bola passou bem perto do travessão do alvinegro carioca. O Botafogo teve uma chance de marcar em cruzamento que Ferreyra dividiu com Ernando na pequena área, mas o Inter era melhor em campo, e,aos 34 minutos, D'Alessandro fez grande jogada individual e chutou colocado,mas a bola bateu na trave direita e saiu.

O Botafogo desistiu de lutar por um resultado melhor e o Inter passou a buscar o terceiro gol. D'Alessandro tentou duas vezes, aos 36 e 39 minutos, em lances de grande perigo. Logo depois, o meia argentino foi substituído e o Inter passou a tocar a bola para fazer o tempo passar, diante de um adversário completamente batido.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 BOTAFOGO

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 14 de setembro de 2014 (Domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões Amarelos : Alan Ruschel e Matheus Bertotto (Inter); Rogério, Bolívar e Sidney (Botafogo)
Gols: INTERNACIONAL: Alex, aos 40 minutos do primeiro tempo; Eduardo Sasha, aos 13 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL : Muriel (Dida), Diogo, Paulão, Ernando e Alan Ruschel; Wellington, Aránguiz, D'Alessandro (Matheus Bertotto) e Alex; Jorge Henrique (Eduardo Sasha)e Wellington Paulista
Técnico: Abel Braga

BOTAFOGO: Jefferson, Dankler, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Rodrigo Souto (Ferreyra), Gabriel, Cachito Ramirez e Pablo Zeballos (Sidney); Wallyson (Yuri Mamute) e Rogério
Técnico: Vagner Mancini

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.