Tamanho do texto

Na estreia do novo técnico, Palmeiras busca vitória para se distanciar da zona de rebaixamento do Brasileirão

Em 2012, uma derrota para o Santos na última rodada do primeiro turno colocou o Palmeiras na zona de rebaixamento, de onde o time não saiu mais. Às 18h30 (de Brasília) deste domingo, a equipe vive fase similar em visita que fará ao Atlético-PR , na Arena da Baixada, e se apoia na estreia de Dorival Júnior para, desta vez, se afastar das quatro últimas colocações.

Dorival Junior, novo técnico do Palmeiras
Fernando Dantas/Gazeta Press
Dorival Junior, novo técnico do Palmeiras

Contratado dois dias após a demissão de Ricardo Gareca, Dorival viu das tribunas do estádio Independência a derrota para o Atlético-MG na quinta-feira que tirou o clube da Copa do Brasil. Depois disso, o técnico comandou dois treinos e não deu pistas sobre a escalação, mas é a esperança de novos ares no Verdão, que iniciou a 19ª rodada fora da faixa de descenso apenas nos critérios de desempate.

"Um novo trabalho se inicia e vamos fazer tudo com o Dorival para colocar o Palmeiras onde o clube merece. Temos time e vamos trabalhar para isso", afirmou o meio-campista Marcelo Oliveira, com a esperança de, enfim, deixar a parte de baixo da tabela.Mas a chegada do treinador não resolve todos os problemas. A lista de desfalques não diminuiu e, além de Mendieta, suspenso por acúmulo de amarelo, seguem fora o goleiro Fernando Prass, em recuperação de cirurgia no cotovelo direito, o zagueiro Thiago Martins, com dores no joelho direito que operou em janeiro, e o lateral direito Wendel, os volantes Wesley e Bruninho e o meia Valdivia, todos com problemas musculares. Para piorar, Lúcio sofreu uma lesão na coxa esquerda na derrota para o Atlético-MG e também foi vetado.

Sem tantas opções no elenco, é possível que Dorival saque Fábio, que voltou a falhar em Minas Gerais, e aposte no mais experiente Deola para ficar no gol. Na zaga, Wellington assume a vaga do capitão e forma dupla com Tobio, enquanto o meio-campo tem chances de se tornar mais marcador com a entrada de Josimar para formar um trio de volantes com Renato e Marcelo Oliveira.

Enquanto o Palmeiras sonha com a reação com Dorival Júnior, o Atlético-PR também tem novidade no comando. Será o início da era Claudinei Oliveira no Furacão. O técnico, que deixou o Paraná Clube e aceitou a missão de fazer o time retomar o caminho das vitórias, terá foco total no Brasileirão, já que o Rubro-negro foi eliminado no meio de semana da Copa do Brasil. A ‘gordura’, que manteve o time entre os dez primeiros mesmo com uma sequência ruim, já foi queimada e não existe mais margem para tropeçar em casa caso o G-4 ainda seja um objetivo a se alcançar.

O treinador rubro-negro não poderá contar com zagueiro Léo Pereira e o atacante Douglas Coutinho, que estão com a Seleção Brasileira sub-21. Já o lateral direito Sueliton e o atacante Cléo, com dores musculares, serão reavaliados, mas podem perder posição para Mário Sérgio e Mosquito, respectivamente. Já o meia Bady, que ficou fora do confronto diante do América-RN, está à disposição.

Claudinei, que acompanhou o jogo diante do Mecão como expectador, já teve uma amostra da principal arma do Furacão neste momento de instabilidade. A torcida, que voltou às arquibancadas da Arena após mais de dois anos, pode fazer a diferença em sua avaliação. "Achei muito legal a sinergia entre a equipe e o torcedor, que empurrou e cobrou empenho. E os jogadores responderam dentro de campo", avaliou.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X PALMEIRAS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 7 de setembro de 2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Jose Javel Silveira (ambos do RS)
Assistentes adicionais: Fabricio Neves Correa e Luis Teixeira Rocha (ambos do RS)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton (Mário Sérgio), Cleberson, Dráusio e Natanael; Deivid, Otávio, Nathan (Bady) e Marcos Guilherme; Marcelo e Cléo (Mosquito)
Técnico: Claudinei Oliveira

PALMEIRAS: Fábio (Deola); Weldinho, Wellington, Tobio e Juninho; Renato, Marcelo Oliveira, Josimar e Felipe Menezes; Diogo e Henrique
Técnico: Dorival Júnior

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.