Tamanho do texto

Em noite chuvosa, equipes não saíram do zero na partida disputada em Chapecó neste sábado

Thiago Mendes (à esquerda) e Camilo disputam a bola na partida entre Chapecoense e Goiás
Alan Pedro/Getty Images
Thiago Mendes (à esquerda) e Camilo disputam a bola na partida entre Chapecoense e Goiás

A Chapecoense chegou, na chuvosa noite deste sábado, ao terceiro jogo seguido sem vencer no Campeonato Brasileiro. Após duas derrotas como visitante, a equipe catarinense encerrou o primeiro turno jogando em casa contra o Goiás, mas não passou de um 0 a 0 que a deixa em risco de voltar à zona de rebaixamento.

Mesmo em um gramado encharcado pela chuva que caiu do início ao fim da partida na Arena Condá, o time treinado por Celso Rodrigues criou algumas boas chances, a maioria delas com Tiago Luis. O goleiro Renan, porém, trabalhou bem quando exigido e garantiu o 24º ponto do Goiás. Com 20, a Chapecoense pode ser ultrapassada pelo Palmeiras nesta rodada, mas dificilmente o será pelo Criciúma, time mais bem colocado da zona de descenso, com uma vitória a menos e saldo de gols bem inferior.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Passada a primeira metade da competição nacional, os dois times vão a campo pela primeira rodada do segundo turno na quarta-feira. O Goiás receberá o Flamengo, no Serra Dourada, enquanto a Chapecoense visitará o Coritiba, no Couto Pereira.

Neste sábado, apesar do gramado empoçado, o primeiro tempo teve algumas chances de gol. A primeira delas, aos oito minutos, quando Tiago Luis arrancou pela esquerda, carregou a bola do meio-campo até o bico esquerdo da área e chutou por cima da meta defendida por Renan, animando a torcida da Chapecoense.

Cinco mais tarde, o meia-atacante apareceu de novo em cobrança de falta da intermediária. Ele bateu direto, a bola pingou na entrada da área e obrigou o goleiro do Goiás a fazer uma difícil defesa, no canto direito. Apesar do rebote, a equipe catarinense não aproveitou a sequência.

O goleiro da Chapecoense, Danilo, pouco trabalhava. Chamou atenção apenas aos 29 minutos, quando precisou receber atendimento médico. Já Renan, sim, precisou agir mais vezes. A cinco minutos do intervalo, ele deixou a meta para dar um soco na bola, após falta cobrada pelo lado direito. Wanderson ficou com a sobra e, de frente para o gol, chutou para fora.

No segundo tempo, ainda mais retraído, o Goiás se salvou novamente em bom arremate de Camilo defendido por Renan e em outro, de Leandro, que tocou a trave esquerda. Nas única finalizações da equipe visitante, de longa distância, o goleiro Danilo afastou com receio de segurar a bola molhada. Afinal, se o empate não era um bom resultado, a derrota aumentaria consideravelmente as chances de voltar à zona da degola.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 0 X 0 GOIÁS

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 6 de setembro de 2014 (sábado)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Schleinch Vollkopf (MS)
Assistentes: Paulo Cesar Silva Faria (MT) e Lincoln Ribeiro Taques (MT)
Cartões amarelos: Rodrigo Biro, Douglas Grolli (Chapecoense); Valmir Lucas (Goiás)

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Jaílton, Douglas Grolli e Rodrigo Biro; Wanderson, Diones, Zezinho (Leandro) e Camilo (Hyoran); Tiago Luis (Fabinho) e Bruno Rangel
Técnico: Celso Rodrigues

GOIÁS: Renan; Valmir Lucas, Jackson, Felipe Macedo e Léo Veloso; Thiago Mendes, David, Tiago Real e Esquerdinha (Murilo Henrique); Samuel (Ramon) e Erik (Welinton Junior)
Técnico: Ricardo Drubscky

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.