Tamanho do texto

Luiz Carlos Silveira Martins disse que xingamento de "macaco" não foi racista e que punição ao clube seria um absurdo

Aranha e Arouca avisam arbitragem sobre ofensas racistas da torcida do Grêmio na Arena
Roberto Vinícius/Agência Eleven/Gazeta Press
Aranha e Arouca avisam arbitragem sobre ofensas racistas da torcida do Grêmio na Arena

Ex-presidente do Grêmio , Luiz Carlos Silveira Martins afirmou que não viu racismo dos torcedores do clube que chamaram o goleiro Aranha, do Santos, de "macaco". Em entrevista à Rádio Gaúcha, o dirigente, que presidiu o time de Porto Alegre entre 1997 e 1998, o xingamento faz parte do "folclore do futebol".

"Dentro do folclore do futebol, o Internacional coloca uma faixa ‘aqui é macacada'. É dentro do folclore do futebol. Se você passar pela rua, encontrar um negão, um afrodescendente e dizer ‘negro macaco', você está praticando um racismo grosso. Mas nesse contexto do futebol, é o fim do futebol", afirmou Martins.

Leia:  Grêmio leva faixa contra racismo, mas torcida mantém canto com "macaco" na letra

"A menina está sendo procurada no Brasil inteiro como se assassina fosse e os assassinados da Bolívia estão soltos. Os outros que deram tiro perto do Beira-Rio, também os do Rio de Janeiro estão soltos. Essa menina está virando assassina por ter feito um grito do folclore de futebol. Pelo amor de Deus", disse o ex-presidente gremista.

Na opinião de Martins, uma punição ao Grêmio seria o "suprassumo do absurdo". O clube será jultado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) nesta quarta-feira e corre o risco de ser eliminado da Copa do Brasil.

"Não tenho palavras para definir o que está acontecendo com o Grêmio. E não estou falando como gremista. Sou absolutamente contrário ao racismo, tenho grandes amigos negros. Jamais fui ao estádio praticar ato de racismo. E se alguma vez o torcedor do Grêmio chamou a torcida do Inter de macacada, não chamou o negro do Internacional de macaco, chamou o ‘alemão' de macaco, chamou o branco, o italiano, que é colorado. Não chamou por ser um ato racista", falou Martins.

Na última quinta-feira, câmeras da ESPN flagraram torcedores do Grêmio chamando Aranha de macaco em jogo válido pela Copa do Brasil. O duelo de volta do confronto, que seria disputado nesta semana, foi adiado até que o caso seja julgado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.