Tamanho do texto

Camisa 7 volta ao time do Santos contra o Grêmio, nesta quinta-feira, em partida que abre o duelo das oitavas de final da Copa do Brasil, edeve ter um novo parceiro no ataque: Gabriel

Robinho deve voltar ao time do Santos em duelo contra o Grêmio
Divulgação Santos FC
Robinho deve voltar ao time do Santos em duelo contra o Grêmio

Recuperado de um estiramento muscular, Robinho volta ao time do Santos contra o Grêmio, nesta quinta-feira, em partida que abre o duelo das oitavas de final da Copa do Brasil. E o Rei das Pedaladas deve ter um novo parceiro no ataque: Gabriel.

Após retornar da seleção brasileira sub 20 e já marcar um gol no clássico contra o São Paulo, o jovem, que completa 18 anos no próximo sábado, treinou entre os titulares nesta quarta-feira e tem grandes chances de começar jogando.

"É um menino abençoado, um grande jogador, acredito que não vamos ter dificuldade nenhuma, porque ele é muito capacitado, tem facilidade de fazer gols. É só questão de entrosamento, eu me preparar", disse Robinho.

Questionado sobre a dificuldade que alguns centroavantes têm tido nos últimos tempos, inclusive seu companheiro Leandro Damião, o craque não quis polemizar, mas deu um ‘toque’ para o camisa 9.

"Com relação ao centroavante (em geral), o que falta é se movimentar mais. Hoje em dia, o que fica sem se movimentar tem dificuldades. Os clubes europeus jogam mais com o falso 9, dificulta mais para os zagueiros. Esse é o grande segredo", analisou o camisa 7, que nunca foi um goleador nato, mas promete se empenhar na tarefa de ajudar com gols também. "Atacante vive de gols. Sempre entro para isso. Nunca fui goleador, o camisa 9, sempre fui mais driblador, mas, se a oportunidade surgir, vou colocar para dentro. Qualidade para isso nós temos", finalizou.

Nada de priorizar competição

O Santos é o décimo colocado na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, a oito pontos do Corinthians, último a figurar no G4, e a 16 do líder Cruzeiro. Pensar em título, mesmo com um turno inteiro a ser disputado, é quase utopia. E uma vaga na próxima Libertadores da América também já é uma tarefa bastante complicada. Mesmo assim, Robinho não acredita que o Santos tenha que priorizar a Copa do Brasil.

"São duas competições importantes, não se pode priorizar nada. Temos condições de ir bem no Brasileiro e na Copa do Brasil. Estamos pecando nos detalhes no Brasileiro e a Copa do Brasil é o caminho mais curto para a Libertadores", opinou o camisa 7.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.