Tamanho do texto

Clube estava preocupado com a possibilidade de exclusão da Série D, mas terá de pagar apenas uma multa de R$ 2,5 mil

Na noite desta terça-feira, o Grêmio Barueri foi a julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), após protagonizar um W.O. no Campeonato Brasileiro da Série D, diante do Operário-MT, na Arena. Temendo perda de pontos - e até a exclusão do torneio -, os paulistas respiraram aliviados com a decisão, que ordenou o clube a pagar uma multa de R$ 2,5 mil.

A decisão ocorreu de maneira unânime e foi sacramentada durante a Primeira Comissão Disciplinar. Entretanto, os dirigentes ainda podem recorrer ao Pleno. O clube foi enquadrado no artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que decreta punição para quem "deixar de disputar, sem justa causa, partida, prova ou o equivalente na respectiva modalidade, ou dar causa à sua não realização ou à sua suspensão". O valor do montante pedido poderia transitar entre R$ 100 a R$ 100 mil.

Na semana que antecedeu o duelo contra o Tombense-MG, válido pela sexta rodada da Quarta Divisão, houve o pagamento de uma parcela do dinheiro, mas uma minoria do elenco ainda segue com os ordenados atrasados. O prazo final para o acerto de contas, exposto pelo advogado do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (SAPESP), Thiago Rino, é o dia 5 de setembro.

Antes de tal data, o Barueri volta a campo neste domingo, às 16h, para medir forças com o Operário. O compromisso terá como palco o Estádio Presidente Dutra, em Cuiabá-MT. A equipe paulista figura na antepenúltima posição do Grupo 6, com três pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.