Tamanho do texto

Atacante não balança as redes desde abril e diz entender a opção do técnico Levir Culpi em deixá-lo entre os reservas

Jô, atacante do Atlético-MG
Pedro Vilela/Getty Images
Jô, atacante do Atlético-MG

Sem marcar gols desde abril, o atacante Jô chegou a perder a condição de titular do Atlético-MG . Contra o Palmeiras, na estreia pela Copa do Brasil, ele terá chance de jogar e de acabar com o longo período sem balançar as redes, algo que ele admite o deixar desconfortável. Porém, entende não tem deixado de ajudar o time tecnicamente.

"É uma fase que incomoda qualquer atacante. Você fica na expectativa para voltar a fazer gols. Mas o que me deixa tranquilo é que tecnicamente estou bem. Os gols é que não estão saindo. Estou jogando bem. Tecnicamente, até o Levir disse. Agora é caprichar um pouco mais para fazer os gols", declarou.

Questionado sobre e condição de reserva na partida contra o Internacional, Jô disse entender e respeitar a opção do técnico Levir Culpi. O jogador, porém, deixa claro que treinou bem para voltar aos titulares e ajudar o time a avançar na Copa do Brasil.

"O Levir optou por me deixar no banco na última partida. A gente tem que respeitar. Agora treinei bem e voltei. Aqui é legal por isso. Quem entra e quem sai se respeita", comentou Jô, que ficou na reserva de André contra o Inter, mas como o companheiro não agradou, o treinador alvinegro resolveu dar outra chance para Jô.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.