Tamanho do texto

Negócio envolvendo o lateral direito esteve perto de ser concretizado, mas vem esbarrando em restrições de compras ao clube catalão e janelas de transferências incompatíveis

Douglas, lateral do São Paulo, está negociando sua ida para o Barcelona
AP
Douglas, lateral do São Paulo, está negociando sua ida para o Barcelona

O São Paulo tem uma semana para acertar a venda de Douglas ao Barcelona . Desejado pelo clube catalão, que estaria disposto a desembolsar seis milhões de euros (pouco mais de R$18 mi), o lateral direito esteve muito próximo de ter o negócio concretizado. Porém, uma série de problemas vêm atrapalhando a transação. E o prazo para que tudo se resolva é próxima segunda-feira.

São Paulo é vice-líder. Veja a classificação completa do Brasileirão 2014

O iG Esporte mostra abaixo o que levou a transferência de certa, como chegou a ser anunciado como certo pela diretoria são-paulo, a seriamente ameaçada de melar.

Leia:  Presidente do São Paulo nega atraso de salário, mas Muricy se cala sobre assunto

Janela de transferências se encerrando

O período que os clubes europeus tem para contratarem jogadores de fora do continente se encerra no próximo dia 31. Como é domingo, as equipes podem registrar seus atletas até 1º de setembro, segunda-feira. Ou seja: ou o São Paulo vende o Douglas nesta semana, ou só poderá tentar negociá-lo para o exterior na próxima janela de transferências, em janeiro do ano que vem.

Para o Barça, vai agora. Ou só em 2016

Proibido de fazer contratações nas duas próximas janelas de transferências devido a uma punição da Fifa, o Barcelona só poderá ter Douglas (ou qualquer outro jogador) agora ou em 2016. Se quiser tê-lo apenas em 2015, uma alternativa seria o clube catalão contratá-lo e emprestar para alguma outra equipe. Este é o desejo do São Paulo, que vem atuando com o improvisado Paulo Miranda no setor (Luís Ricardo não tem a confiança de Muricy e o jovem Auro é a outra opção). O problema é que a janela para que brasileiros assinem com atletas do exterior, como passaria a ser o caso do lateral direito, está fechada.

Contando com a boa vontade da CBF

A solução para o problema são-paulino seria a CBF aceitar prorrogar a janela para times brasileiros importarem atletas. O prazo foi encerrado no último dia 15 e hoje as equipes podem se reforçar apenas com jogadores que atuem por aqui ou que estejam sem clube.

Negócio não foi assinado

Embora tenha sido noticiado na última semana que São Paulo e Barcelona estariam apalavrados com relação à venda de Douglas, o presidente Carlos Miguel Aidar foi enfático em contato com o iG Esporte: "Nada está assinado, portanto não há negócio para ser anunciado. Se alguém disser o contrário é especulação".

Douglas voltou a treinar no campo do CT quando rumores davam que negócio estaria melando
Miguel Schincariol/ Gazeta Press
Douglas voltou a treinar no campo do CT quando rumores davam que negócio estaria melando

Douglas some. E reaparece dez dias depois

Douglas sofreu um edema na coxa esquerda pouco antes de se tornar público o interesse do Barcelona em seu futebol. O lateral direito são-paulino ficou sem aparecer nos campos do CT da Barra Funda por dez dias, desde 13 de agosto. Curiosamente, foi só quando começaram os rumores de que a negociação não ia bem que o atleta voltou ao gramado. Sinal de recuperação, mas também de que as coisas podem estar indo mal.

Sigilo absoluto. Ou não

O jornal espanhol Sport vazou a notícia do interesse do Barça em Douglas no dia 13 de setembro. Questionado no mesmo dia, o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro inicialmente negou, tratando tudo como especulação, Depois de ver a negociação confirmada pelo presidente Carlos Miguel Aidar, o dirigente, irritado, voltou atrás e admitiu as conversas com os catalães.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.