Tamanho do texto

Anderson Martins ganhou vaga na equipe contra o Goiás por conta da negociação de Cleber com o Hamburgo

Anderson Martins em campo pelo Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Anderson Martins em campo pelo Corinthians

A goleada por 5 a 2 sobre o Goiás não deixou alguns jogadores do Corinthians plenamente satisfeitos. Boa parte deles reconheceu que a equipe deixou a desejar na defesa, até porque ficou exposta com a determinação para atacar e ganhou um novo zagueiro.

Anderson Martins, vindo do Al-Jaish (do Catar), assumiu a vaga ao lado de Gil porque Cleber foi negociado com o Hamburgo, da Alemanha. O atleta de 27 anos ainda sofre com a falta de ritmo de jogo e precisa adquirir melhor entrosamento com os seus companheiros.

Corinthians espera minimizar erros em defesa com novo membro

"A minha preocupação é ganhar ritmo o mais rapidamente possível. Tenho que me entrosar. Sei também que o nível do futebol do Catar é totalmente diferente. Devo trabalhar para dar a estabilidade e a confiança que todos esperam de mim", reconheceu Anderson, recorrendo a um chavão. "Treino é treino, e jogo é jogo."

Fazia tempo que o novo defensor corintiano não notava essa diferença. "Minha última partida havia sido em maio. Estava há quase quatro meses sem jogar. Esse é o ponto mais determinante, que dificulta. Mas, diante do que foi o jogo, até me saí razoavelmente bem", avaliou, contente por voltar a atuar diante de uma torcida calorosa. "Eles incentivam até quando tomamos o gol. Fiquei muito feliz por jogar pelo maior clube do meu País.

Mano reconhece erro em reclamação e nega influência de juiz em resultado

"Animado também com a sequência de jogos que terá pela frente, Anderson Martins já tem a receita para que o Corinthians conquiste novas goleadas sem assustar os torcedores com falhas defensivas. "O ritmo virá só com o tempo, com muito trabalho, dedicação e conversa", sorriu o novo parceiro de Gil.

Reencontro

Companheiro do atacante Nilmar nos tempos de El Jaish, do Catar, Anderson Martins está animado com a possibilidade de reencontrá-lo no futebol brasileiro.

"O El Jaish fez uma pré-temporada em Atibaia, e eu fui até lá visitar. Logo depois, soube que o Nilmar se desligou do clube. A gente se falou, mas não entrei em detalhes. Logo, logo, isso vai se resolver. Até o final do mês, teremos alguma notícia", confiou Anderson, abrindo um sorriso quando se viu na condição de informante. "Estou só aguardando, assim como todo o mundo. Não sei de nada. Mas o Nilmar está bem, esperando resolver todo esse imbróglio da rescisão do contrato."

Apesar da amizade, o zagueiro corintiano lembrou que atuou pouco tempo ao lado do atacante no Catar (cerca de um semestre). "Mas ele foi artilheiro e tem uma qualidade excepcional. Tive a oportunidade de conhecê-lo melhor. É um grande jogador", propagandeou.

Anderson Martins já aproveitou até para aparar qualquer aresta que exista entre Nilmar e torcedores do Corinthians. Em sua passagem anterior pelo clube, o atacante marcou muitos gols, porém saiu após desentendimentos com a diretoria e deixou uma dívida milionária a ser quitada já sem o apoio da antiga parceira MSI.

"O Nilmar tem uma história aqui dentro. Mesmo com o que aconteceu, viveu grandes momentos no Corinthians. Falando por mim, tenho certeza de que não haveria nenhum problema de ele vestir essa camisa novamente", incentivou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.