Tamanho do texto

Volante foi desarmado por Bill após tiro de meta curto de Dida e vacilo resultou no primeiro gol dos cearenses no Castelão

Pivô do lance que ocasionou o primeiro gol do Ceará na vitória por 3 a 1 sobre o Internacional , o volante Ygor reconheceu que falhou na jogada. Aos 10 minutos de jogo, o jogador recebeu passe em tiro de meta batido por Dida, mas acabou desarmado na entrada da área por Bill, que deixou Magno Alves livre para fazer 1 a 0, abrindo caminho para a vitória e a classificação cearense às oitavas de final da Copa do Brasil.

"Foi falha minha. Não escutei nada devido ao grito da torcida, e aí quando vi o Bill estava muito próximo. Ele deu um biquinho, me tirou a bola e o Magno Alves fez o gol", explicou Ygor, que já esperava problemas para o Inter no Castelão: "Era um jogo difícil, pois chegamos com o placar adverso de 2 a 1 sofrido em casa e precisávamos reverter. No segundo tempo tivemos postura melhor, criamos chances, mas não deu. Agora é focar no Brasileiro", completou.

Outros jogadores lembraram que a eliminação na Copa do Brasil garantiu o Inter na Copa Sul-Americana deste ano: "Em um jogo de 180 minutos, tomar dois gols em casa como tomamos é difícil de buscar depois. Agora é focar na Sul-Americana", afirmou Cláudio Winck. Já Valdívia reconheceu a superioridade do adversário: "A equipe batalhou muito, fez uma boa partida, mas o Ceará foi melhor", resumiu.

O Internacional volta a campo neste sábado. Pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time gaúcho jogará no Serra Dourada, contra o Goiás. O Inter é o atual vice-líder do Brasileirão, com 28 pontos, dois atrás do líder Cruzeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.