Tamanho do texto

Cearenses já haviam vencido em Porto Alegre por 2 a 1 e, nesta quarta-feira, confirmaram a vaga com um 3 a 1 convincente

Depois de vencer o Internacional em pleno Beira-Rio, o Ceará voltou a atuar com autoridade diante do vice-líder do Campeonato Brasileiro. Jogando com a Arena Castelão lotada, o atual líder da Série B derrotou o time gaúcho por 3 a 1 e garantiu sua vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil . Magno Alves (duas vezes) e Bill fizeram os gols cearenses, e Valdívia descontou para os gaúchos.

Jogadores do Ceará festejam com a torcida após gol de Magno Alves diante do Inter
L.C. Moreira/Futura Press
Jogadores do Ceará festejam com a torcida após gol de Magno Alves diante do Inter

Mesmo diante de um Internacional mais ofensivo do que o habitual, o Ceará dominou os primeiros minutos. Fez 1 a 0 cedo, teve um gol mal anulado e controlou o jogo com superioridade no primeiro tempo. Na segunda etapa o time gaúcho voltou mais agressivo, criando chances e partindo para cima, mas o Ceará fez o segundo e praticamente matou o jogo. O Inter chegou a descontar, mas não conseguiu a virada, que era necessária para a classificação, e ainda tomou mais um no final.

Classificado, o Ceará agora aguarda o sorteio das oitavas de final para conhecer seu adversário, que pode ser Grêmio, Corinthians, Flamengo, Vasco, Cruzeiro, Atlético-PR, Botafogo ou Atlético-MG. Já o Inter, mesmo eliminado, disputará a Copa Sul-Americana, que começa no final deste mês. A equipe volta a campo sábado, contra o Goiás, no Serra Dourada. Pela Série B, o Ceará joga no mesmo dia, no Rio, contra o Vasco.

O jogo  

Precisando vencer por dois gols de diferença, Abel Braga escalou o time misto do Inter em um esquema novo: o 4-4-2, com dois centroavantes (Wellington Paulista e Rafael Moura jogaram lado a lado). O Ceará, porém, começou melhor, a exemplo do jogo de ida. Logo aos seis minutos, Dida salvou tentativa de Magno Alves e Paulão afastou no rebote. Na jogada seguinte, Bill marcou após rebote do goleiro, mas a arbitragem anulou, alegando impedimento inexistente.

Aos 10, o time da casa marcaria seu gol. Dida bateu tira de meta procurando Ygor, que bobeou e foi desarmado por Bill na entrada da área. Magno Alves aproveitou a sobra e fez 1 a 0. Perdido, o Inter seguiu sendo envolvido pelo Ceará. Aos 14, Magno Alves cruzou da direita e Bill, livre, chutou sobre Dida, que fez milagre. A seguir, o próprio Bill girou na área e Cláudio Winck tirou o perigo.

Só a partir da metade do primeiro tempo é que os cearenses diminuiram o ritmo. Aos 26, o Inter teve um gol anulado após Rafael Moura aparecer adiantado antes de escorar para a conclusão de Wellington Paulista. Aos 32, o He-Man cabeceou escanteio batido por Aránguiz, mas para fora. Precisando do empate e de maior agressividade no Inter, Abelão então sacou o volante Jair e colocou em campo o meia Valdívia.

A mudança só traria efeitos no segundo tempo, quando o time voltou mais agressivo e disposto a virar. Aos três minutos, Fabrício tocou para Valdívia, que perdeu boa chance. Aos oito, o meia tocou para Rafael Moura invadir a área pela esquerda e chutar pela linha de fundo. Na jogada seguinte, Wellington Paulista chutou rasteiro e Jaílson mandou para escanteio, fazendo boa defesa.

Quando Abelão jogou o time todo para frente, retirando Alan Patrick em favor de Otávio, o Ceará praticamente matou o jogo. Aos 20, Magno Alves lançou Nikão, que tocou por cobertura na saída de Dida. Bill ainda tocou na bola antes de ela ultrapassar a linha e fez 2 a 0, placar que obrigava o Inter a fazer três gols para se classificar. Aos 24, uma esperança para o Inter: Fabrício deu belo lançamento a Rafael Moura, que tocou para o gol de Valdívia.

Curiosamente, o Internacional não conseguiu mais chegar com perigo após descontar. Aos 37, a pá de cal: Magno Alves recebeu na esquerda, cortou Cláudio Winck e fuzilou Dida: 3 a 1. No fim, Dida ainda evitou mais um gol cearense, em chute de Magno Alves.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 3 x 1 INTERNACIONAL

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 13 de agosto de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago e Janette Arcanjo (ambos Fifa-MG)
Cartão amarelo: Vicente e Bill (Ceará); Cláudio Winck (Internacional)

Gols:
CEARÁ: Magno Alves, aos 10 minutos do primeiro tempo e aos 37 minutos do segundo tempo; Bill, aos 20 minutos do segundo tempo
INTERNACIONAL: Valdívia, aos 24 minutos do segundo tempo

CEARÁ: Jaílson; Samuel Xavier, Diego Ivo (Anderson), Sandro e Vicente (Hélder Santos); João Marcos, Ricardinho (Michel), Eduardo e Nikão; Magno Alves e Bill
Técnico: Sérgio Soares

INTERNACIONAL: Dida; Cláudio Winck, Paulão, Ernando e Fabrício; Ygor, Jair (Valdívia), Aránguiz e Alan Patrick (Otávio); Wellington Paulista (Eduardo Sasha) e Rafael Moura
Técnico: Abel Braga

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.