Tamanho do texto

Meia minimiza críticas da torcida, vê crescimento e não se incomoda em devolver a titularidade ao chileno

Nos últimos seis jogos do Palmeiras , Felipe Menezes só não foi titular contra a Fiorentina, quando Ricardo Gareca decidiu poupá-lo. Mas a sequência que o meia tanto pediu pode estar chegando ao fim, já que a intenção do técnico é escalar Valdivia desde o início contra o São Paulo no domingo. Mudança que ele aceita, embora se sinta vítima da má fase do time.

Felipe Menezes diz que Palmeiras precisa de mais entrosamento
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Felipe Menezes diz que Palmeiras precisa de mais entrosamento

Leia também:  Valdivia supera tapa no rosto e se destaca em treino do Palmeiras

"É natural que, com os resultados ruins, a análise fique um pouco deturpada. Mas, na medida do possível, tenho tentado fazer o meu melhor. Os resultados que não estão vindo agora", defendeu-se Felipe Menezes.

O camisa 18 tem sido alvo de seguidas contestações da torcida, mas se defende com seu próprio empenho. "Sempre posso crescer. É natural uma crítica ou outra, mas, se analisarem, vão ver que todos têm tentado e lutado. É continuar trabalhando para mudar o panorama", indicou.


O seu trabalho, por enquanto, pode ser como reserva a partir do clássico deste domingo. Sem problemas, segundo o discurso de Felipe Menezes. "Não tem que ficar chateado. Tem que entender qualquer jogador escolhido pelo treinador", enfatizou.

O meia, ao menos, admite que o chileno tem qualidade. "O Valdivia é um jogador diferente que temos no elenco e que vai nos ajudar muito. Vai fazer o seu melhor entrando desde o início ou durante o jogo", declarou, conformado.

Felipe Menezes ganhou espaço ao sair do banco para dar assistência no gol de Tobio na derrota contra o Cruzeiro. Desde então, virou titular. Balançou as redes duas vezes no jogo seguinte, na vitória sobre o Avaí, em Florianópolis, e, depois, foi mal nas derrotas para Corinthians e Atlético-MG, no empate com o Bahia e até no triunfo sobre o Avaí no Pacaembu, na semana passada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.