Tamanho do texto

Juntos, os dois clubes levaram menos gols do que a maioria dos participantes do Brasileirão, mas prometem um duelo ofensivo

Mesmo somadas, as defesas de Santos e Corinthians levaram menos gols do que a maioria dos times do Campeonato Brasileiro . Os sólidos sistemas defensivos dividirão o campo da Vila Belmiro neste domingo, e está longe do absurdo imaginar uma partida sem gols.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Brasileirão

"Para desespero dos analistas, teremos o enfrentamento das duas melhores defesas. Pode terminar 0 a 0", disse o técnico Mano Menezes, que sempre se irrita quando é tachado de retranqueiro. "Mas não acredito nesse placar. As equipes estão produzindo bem dentro de sua característica."

A formação dirigida pelo gaúcho é que foi vazada em menos oportunidades no Nacional, com apenas seis bolas buscadas no fundo da rede. Já o sistema de ataque chegou à meta adversária 15 vezes nas 13 rodadas disputadas aqui, uma média pouco superior a um gol por jogo que não chega a empolgar.

E mais: Na volta de Robinho, Santos tenta impor novo castigo ao Corinthians

O número na frente é o mesmo apresentado pelo Santos, que espera ganhar poderio com a volta do atacante Robinho, que fará sua reestreia na equipe praiana contra o Corinthians. A defesa dirigida por Oswaldo de Oliveira levou sete gols na competição, um a mais que o rival do Parque São Jorge.

Técnicos e jogadores dos dois lados dizem que trabalharão para evitar um placar zerado na Vila Belmiro. O objetivo é mais óbvio para o Santos, que tem um aproveitamento superior a 90% em seu estádio no ano e quer mantê-lo. Para os visitantes, a depender do desenrolar da partida, empatar pode ser considerado satisfatório.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.