Tamanho do texto

Derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG em Belo Horizonte deixa o time a um ponto da zona de rebaixamento do Brasileirão

O risco de rebaixamento volta a assombrar o Palmeiras . A derrota neste domingo por 2 a 1 diante do Atlético-MG no Independência deixou o time a apenas um ponto do grupo dos quatro piores do Brasileirão. Após o apito final, o zagueiro Lúcio pediu para os seus companheiros não pararem de lutar, já que o momento pede consciência do perigo de queda para que não aconteça o pior.

"Conseguimos fazer o gol de empate, e quando a equipe estava em perigo, era quando estava com a bola, como foi o segundo gol, perdemos a bola e tomamos o contra-ataque. É difícil explicar, mas tem consciência que está fase ruim, todo mundo tem consciência, mas não tem como fugir não. Nosso time tem que lutar porque senão pode acontecer o pior", analisou o zagueiro.

A crítica do defensor pode ser explicada com a atuação da equipe diante do Galo. Com muitos erros de passes, o Palmeiras não conseguia sair com a bola dominada da defesa e entregava nos pés do adversário. No segundo gol do Atlético-MG, por exemplo, a jogada começou com um erro do volante Josimar, que demorou para passar aos seus companheiros.

Se Ricardo Gareca ainda não conseguiu vencer no Campeonato Brasileiro, a pressão sobre o treinador tende a aumentar ainda mais nas próximas rodadas. Na 14ª colocação, o Palmeiras soma apenas 14 pontos, a um do primeiro time que está na zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o clube terá pela frente o rival São Paulo, no Pacaembu.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.