Tamanho do texto

Volante do Santos foi expulso no primeiro tempo do clássico na Vila Belmiro que terminou com vitória do Corinthians

O técnico Oswaldo de Oliveira não negou a grande parcela de responsabilidade de Alison na derrota por 1 a 0 do Santos para o Corinthians, mas fez elogios ao volante. O volante de 21 anos foi expulso ainda no primeiro tempo, e a equipe acabou sendo superada na etapa final.

"Ele peca pela juventude. Tenho conversado com ele, inclusive nos treinamentos. Ele vai se equilibrar", afirmou o treinador, que chegou a acreditar na vitória sobre o rival mesmo um atleta a menos. "Ele precisa se controlar e vai conseguir. É um excelente jogador."

Alison recebeu o cartão amarelo aos 37 minutos do primeiro tempo, depois de ser superado por Romero e parar a jogada do paraguaio com falta. Oito minutos mais tarde, perseguiu Elias em contra-ataque corintiano, derrubou o meio-campista por trás e viu o cartão mais uma vez.

Percebendo o problema que a expulsão provocava ao Santos, o volante deixou o gramado chorando, consolado por companheiros e até pelo adversário Romero. "Ele tem personalidade forte. Sentiu muito porque sentiu que causou um dano à equipe. A gente minimiza, mas sabe que é verdade", disse Oswaldo.

Por conta dos cartões - o primeiro amarelo já seria suficiente -, Alison não poderá enfrentar o Cruzeiro, em partida marcada para o próximo domingo, no Mineirão. Também está fora do confronto com o líder, em Belo Horizonte, o zagueiro David Braz, suspenso pelo acúmulo de amarelos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.