Tamanho do texto

Meia do Criciúma classifica como normal o episódio que aconteceu durante o empate sem gols com o Cruzeiro

Nilton tenta desarmar Paulo Baier em ataque do Criciúma
Eduardo Valente/Gazeta Press
Nilton tenta desarmar Paulo Baier em ataque do Criciúma

Capitão do Criciúma , o meia Paulo Baier foi substituído pelo técnico Wagner Lopes durante o segundo tempo do empate sem gols com o Cruzeiro neste sábado e não gostou. Ele balançou a cabeça no momento que viu a placa de alteração e esbravejou ao sentar no banco de reservas.

Após o apito final, com a cabeça mais fria, tentou amenizar a situação. "Eu estava com vontade de jogar, nenhum jogador sai satisfeito, mas faz parte do futebol e entre eu e o treinador Wagner (Lopes) está tudo resolvido", disse o experiente líder do Criciúma.

A igualdade no marcador foi comemorada por Pauli Baier, afirmando ser um presente de Dia dos Pais para este domingo. "Saímos satisfeitos porque conseguimos um grande resultado e quero homenagear todos os pais. Amanhã é dia deles, e vão poder sair com a camisa do Criciúma porque conseguimos um grande resultado", ressaltou.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.