Tamanho do texto

Goleiro chileno falhou ao tentar defender chute de Dzemaili e italianos venceram os espanhóis por 1 a 0, na Suíça. Em outro amistoso do dia, Atlético de Madri empatou com o Galatasaray

Dzemaili marcou o gol da vitória do Napoli sobre o Barcelona
Fabrice Coffrini/ Getty Images
Dzemaili marcou o gol da vitória do Napoli sobre o Barcelona

O Barcelona disputou, na tarde desta quarta-feira, o terceiro amistoso de pré-temporada diante do Napoli, em jogo realizado no Estádio de Genebra, na Suíça. A partida terminou em 1 a 0 para os italianos, após falha do estreante Bravo, que falhou ao tentar defender um chute de longa distância de Dzemaili, vendo a bola passar entre as mãos.

Além do goleiro chileno, outro jogador que estreou entre os titulares nesta tarde foi o croata Rakitic. Apesar de já ter atuado durante um tempo contra o Niza, no último amistoso, o meio-campista integrou o meio campo desde o início da partida, ao lado de Busquets e Iniesta. A partida foi especial para o camisa 4, já que estreou na equipe principal justamente na Suíça, país onde nasceu.

Após se destacar na surpreendente campanha da seleção chilena no Mundial do Brasil, Bravo precisou recuperar a forma física antes de estrear. Por essa razão, o arqueiro alemão Ter Stegen, contratado junto ao Borussia Monchengladbach, vinha atuando como titular na meta azul-grená.

Além de promover a estreia de dois atletas, os catalães atuaram pela primeira vez na temporada com o novo uniforme azul-grená, com duas listras azuis no tronco e detalhes na gola da camisa. Nos amistosos anteriores, contra Recreativo Huelva e Niza, a equipe espanhola usou o segundo uniforme, de tom quase incandescente.

Luis Enrique montou a linha defensiva com Montoya, Pique, Bartra e Alba. Recém-contratado, o zagueiro Jeremy Mathieu ainda não pôde ser aproveitado pela comissão técnica por ter pendências com o ex-clube Nice. Um dos pupilos das categorias de base, Sergi Roberto iniciou a partida no banco, após atuar nas outras duas partidas, dando lugar a Andrés Iniesta que, na ausência de Xavi, assumiu a braçadeira de capitão.

Na segunda etapa, aproveitando que não havia limite de substituição, Enrique modificou grande parte do time, promovendo a entrada de praticamente todos os que estavam na reserva. Dos onze iniciais, somente Bravo permaneceu em campo até o término dos noventa minutos. O brasileiro Rafinha, filho de Mazinho e irmão de Thiago Alcântara, foi escalado pela segunda vez consecutiva entre os titulares e teve boa atuação.

O Napoli, comandado por Rafa Benítez, ainda não sabe o que é perder nesta inter temporada e só estreia pelo Italiano no fim de agosto, quando enfrenta o Genova, na primeira rodada da Série A do Calccio. A partida desta quarta, em Genebra, foi a primeira de Camilo Zuniga pelo Napoli na temporada. O colombiano, que protagonizou o lance da contusão de Neymar na partida entre Brasil e Colômbia, na Copa do Mundo, estava recuperando a forma física para voltar a campo.

Outra grata surpresa foi a volta de Rafael Cabral ao gol napolitano. O ex-santista desfalcou a equipe italiana no restante da última temporada em razão de uma grave lesão no joelho, que o tirou de combate por seis meses. O fato de Benítez escalá-lo como titular logo após sua recuperação pode indicar que o brasileiro seja a primeira opção para o gol na temporada dque está por vir.

Neste sábado, o Barcelona enfrenta o Helsinki, da Finlândia, às 11h (de Brasília) e dia 19 tem o último amistoso agendado, diante do Léon, do México, no Camp Nou, em jogo que pode marcar o retorno de Neymar aos gramados. O atacante brasileiro se reapresentou ao clube nesta semana para realizar exames médicos e parece estar em fase final de recuperação da lesão que o tirou das últimas partidas da Copa do Mundo.

Empate sem gols

O Atlético de Madri foi à Turquia para enfrentar o Galatasaray, nesta quarta-feira, e voltou do amistoso com um empate sem gols na bagagem. Na estreia de Mandzukic como titular, a equipe colchonera não conseguiu furar a retranca dos turcos, que seguraram a pressão e garantiram a igualdade no placar.

Contratado durante a janela de transferências, o goleiro Oblak não estreou, cedendo a titularidade a Moya. Além do arqueiro, o comandante Diego Simeone não pode contar com o atacante francês Griezmann, destaque do Le Bleus na Copa do Mundo, contratado para formar dupla de ataque ao lado do centroavante croata.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.