Tamanho do texto

Time encara o Bahia, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil

Após uma boa série de atuações e resultados no estádio de Itaquera, o Corinthians foi bastante criticado pelo futebol apresentado no empate por 0 a 0 com o Coritiba, em Curitiba. Ainda vendo o time em evolução, Mano Menezes espera que as atuações longe de casa se tornem mais parecidas com as exibições na zona leste de São Paulo.

Na noite desta quarta-feira, a equipe visitará o Bahia, um adversário no qual fez 3 a 0 em seus domínios. A necessidade do adversário de tentar tirar essa diferença no confronto, que vale vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, e a boa qualidade do gramado da Fonte Nova, usado na última Copa do Mundo, são motivos para otimismo.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Não sabemos como o Bahia vai entender o jogo. De qualquer maneira, independentemente do que eles fizerem, nós temos que repetir fora de casa aquilo que estamos fazendo dentro de casa. É a tônica da conversa que tenho tido com os jogadores", afirmou o comandante.

De acordo com Mano, pelo corte e pela qualidade do gramado, as condições são muito favoráveis a um jogo mais veloz em Itaquera do que, por exemplo, no Couto Pereira, palco do empate sem gols com o Coritiba. A Fonte Nova permite imaginar algo mais próximo do que se vê em São Paulo, mas há uma ressalva.

"O jogo também depende de como ele é proposto pelas equipes. Se uma delas joga mais fechada e disposta a arriscar muito menos, nem sempre se consegue fazer um jogo mais bonito, mais bem jogado. É por isso que os clássicos são mais bonitos, porque é repartida a responsabilidade de buscar a vitória", comentou o gaúcho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.