Tamanho do texto

Chegada do reforço fez titular voltar a apresentar bom futebol, sem dar espaço para a estreia do novo companheiro

Anderson Martins chegou ao Corinthians para ocupar a vaga de Cleber, que teve um péssimo início de Campeonato Brasileiro. Após a chegada do reforço, no entanto, o titular voltou a apresentar um bom futebol e ainda não deu espaço para a estreia do novo companheiro.

"Isso foi feito comigo também, quando o Paulo André estava aqui. Demorei para jogar. Está acontecendo a mesma coisa com o Anderson. O Felipe e o próprio Pedro estão esperando também", afirmou o baiano, que negou uma relação direta entre o seu crescimento e a chegada do concorrente.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

De qualquer maneira, Cleber não está com pressa para dar uma chance a Martins. Mesmo com o confronto com o Bahia praticamente decidido na Copa do Brasil, o zagueiro não quer ser preservado da partida em Salvador para chegar inteiro ao clássico de domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro.

"Não é que ele chegou e me motivou mais. Estou fazendo meu papel, sou desse jeito. Não quero ser poupado. No ano passado, já fui poupado demais, quase não joguei. Mas não vejo como uma concorrência de eu ficar desesperado. Fico tranquilo, a opção é do professor. Estou fazendo a minha parte", comentou.

Mano Menezes tem Anderson Martins em alta conta e vê com bons olhos especialmente sua qualidade na saída de bola, um problema dos zagueiros que hoje são titulares. Porém Cleber e Gil têm formado uma dupla segura, que só foi vazada uma vez nos cinco jogos feitos desde a pausa no calendário para a disputa da Copa do Mundo.

"Tivemos um mês, né? Um mês treinando! Um se adaptou melhor ao outro, a gente foi conversando no dia a dia. Nessa parada, a gente conseguiu se ajeitar melhor na defesa. Estamos bem ali, com o Fagner, o Fábio Santos, o Ralf e o Elias. O pessoal do ataque ajuda bastante também", disse Cleber.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.