Tamanho do texto

Julgamento pode obrigar clubes a perderem mandos de campo de até 10 jogos ou pagarem multa de até R$ 100 mil

Palmeirenses quebraram 258 cadeiras no clássico com Corinthians
Jorge Nicola
Palmeirenses quebraram 258 cadeiras no clássico com Corinthians

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) apresentou denuncia nesta quinta-feira contra Corinthians e Palmeiras por conta das 258 cadeiras quebradas por torcedores do Palmeiras no clássico do último domingo pelo Campeonato Brasileiro em Itaquera.

A alegação da procuradoria do tribunal é de que os clubes infringiram o artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva ao não impedirem que os torcedores quebrassem partes da Arena Corinthians. Se o tribunal acatar a denúncia, os clubes enfrentarão dois tipos de punição: multas de até R$ 100 mil e perda de mandos de campo de até dez jogos do Brasileirão.

Em nota, o STJD alegou que declarações de torcedores do Palmeiras veiculadas pela imprensa levaram a procuradoria a apresentar a denúncia contra Corinthians e Palmeiras. "Alguns chegaram a dizer, segundo a Polícia Militar, para 'colocar na conta do (Paulo) Nobre' (atual presidente do Palmeiras) e, pelo menos, um se vangloriou do seu feito nas redes sociais".

O Palmeiras já se comprometeu a arcar com os gastos do Corinthians no reparo das cadeiras quebradas e vai pagar cerca de R$ 45 mil ao rival por conta do vandalismo de seus torcedores. O presidente palmeirense, Paulo Nobre, espera identificar alguns dos vândalos para enviar a conta do prejuízo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.