Tamanho do texto

Presidente do São Paulo sabe que o seu meio-campista segue com dores, como admitiu o médico José Sanchez, mas tem esperança de estrear o atleta no Morumbi diante do Criciúma

Promovida pelo São Paulo como a primeira de Kaká no Morumbi, a partida de sábado, contra o Criciúma, poderá, na realidade, não ter o jogador, que se recupera de uma pancada sofrida na panturrilha direita em Goiânia, no último domingo. O presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, porém, o espera em campo.

Pato e gol contra garantem ao São Paulo vitória sobre Bragantino

"Se depender de mim, ele entra, nem que seja de muletas", brincou, em entrevista à ESPN Brasil, na noite desta quarta-feira. "Mas não depende de mim", ressalvou. "Ele está com uma contratura. Vamos ver a evolução dele até sexta-feira para se recuperar".

Kaká comemora gol pelo São Paulo diante do Goiás
Adalberto Marques/ Agif/Gazeta Press
Kaká comemora gol pelo São Paulo diante do Goiás

A pancada sofrida em seu primeiro jogo na volta ao São Paulo, na derrota por 2 a 1 para o Goiás - quando anotou o único gol da equipe -, fez com que Kaká permanecesse em tratamento na capital paulista e não viajasse para Ribeirão Preto, palco da partida desta quarta-feira, contra o Bragantino, pela Copa do Brasil.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Segudo o médico José Sanchez, o jogador pode seguir como baixa. "Ele está com um pouco de dor. Eu preferiria que ele (já) não tivesse dor nenhuma, porque poderia treinar amanhã (quinta-feira). Não podemos esquecer que o jogo é sábado. Vamos discutir quando ele será liberado, vamos ver como vai se sentir", explicou.

O receio do departamento médico é de que Kaká agrave o edema e venha a se tornar desfalque por tempo ainda maior. "É uma região delicada, perigosa. Ele poderia sofrer um estiramento, se submetido a esforço. O Kaká sempre joga no limite, não vai se poupar (se for escalado). Com dor, seria um risco grande ele participar da partida", admitiu Sanchez.

Uma das cláusulas impostas pelo Orlando City para emprestar Kaká ao São Paulo até o final do ano estabelece seja integralmente sua a renda líquida da primeira partida no Morumbi. Caso o meia não atue, a arrecadação da partida de sábado será do clube brasileiro. O preço das entradas varia de R$ 10 (Arquibancada Amarela Setor Família) a R$ 140 (Vista Infinite).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.