Tamanho do texto

Gol de Mukhtar na vitória por 1 a 0 garantiu o título que o país não conquistava na categoria desde 2008

Jogadores da Alemanha comemoram o gol de Hany Mukhtar na final da Eurocopa Sub 19
MTI, Tibor Illyes/AP
Jogadores da Alemanha comemoram o gol de Hany Mukhtar na final da Eurocopa Sub 19

A mudança de filosofia proposta pela Federação Alemã de Futebol (DFB) segue rendendo frutos. Nesta quinta-feira, a seleção sub 19 conquistou o título da Eurocopa da categoria, disputado na Hungria, batendo Portugal na decisão da competição por 1 a 0.

O gol do título foi marcado pelo jovem Mukhtar, de 19 anos, titular do Hertha Berlin no Campeonato Alemão, aos 39 minutos da primeira etapa.

A Alemanha não conquistava o título desde 2008, quando bateu a Itália na decisão. Na oportunidade, o volante Lars Bender foi o destaque. Ele estava na pré-lista de Joachim Low para a Copa do Mundo do Brasil, mas o jogador se lesionou em maio e ficou de fora da equipe tetracampeã do mundo diante da Argentina.

No elenco da equipe sub 19 alemã não há nenhum atleta do Bayern de Munique, base da seleção principal na Copa. Entretanto, atletas como o zagueiro Start já são titulares dos seus clubes.

No elenco português há um jogador nascido no Brasil. Titular na decisão desta quinta-feira, Raphael Guzzo é paulista da capital e jamais jogou em equipes brasileiras. Gallo, técnico da seleção sub 20 do Brasil, já teria procurado o jogador, além de outros atletas que atuam fora do país, para ver se eles aceitam defender a seleção brasileira no futuro.

A Fifa não permite que jogadores naturalizados que já atuaram em seleções principais atuem por outro país. Entretanto, não há restrições quando o atleta só atuou por equipes de base ou amistosos, como é o caso de Diego Costa, que defendeu a Espanha na Copa do Mundo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.