Tamanho do texto

Alto salário impediria seu empréstimo imediato, mas clube carioca não descarta contratação se encontrar investidores

Robinho deve deixar o Milan nesta temporada
Getty Images
Robinho deve deixar o Milan nesta temporada

Depois de uma reviravolta na negociação de Robinho, que não deve mais jogar pelo Milan , o presidente do Flamengo declarou publicamente que a vinda do jogador dependerá do apoio de parceiros que ajudem a pagar o salário do jogador, estimado em R$ 900 mil. De acordo com a imprensa italiana, o time milanês cogita emprestar o atleta ao rubro-negro para então negociá-lo com algum clube norte-americano em 2015, quando se inicia a liga local.

Chegada de Robinho por empréstimo volta a ganhar força no Flamengo

"Nesse momento, a chance de contratar um jogador de renome é a criação de um projeto com a ajuda de investidores, com participação de empresas que queiram associar sua imagem ao atleta, ao Flamengo. Assim, o recurso que vai entrar não vai competir com o recurso que destinamos para pagar nossas obrigações. Isso precisa ser planejado com muito cuidado", afirmou, em entrevista ao Sportv .

O mandatário não negou os problemas financeiros do clube. Segundo ele, antigas pendências judiciais tem impedido o Flamengo de receber os valores do patrocínio máster da camisa, e, consequentemente, provocaram atrasos nos salários. Atualmente, a equipe recebe anualmente 25 milhões anuais da Caixa Econômica Federal.

"Estamos passando por dificuldades crônicas devido à monstruosa dívida acumulada que estamos tentando administrar. Temos um atraso de salário pequeno com os atletas que ganham mais. Isso por conta da situação momentânea nossa com o Banco Central. Movimentações bancárias dos anos 90 nos colocaram no Cadin. Esse entrave tem nos impossibilitado de receber as parcelas da Caixa", explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.