Tamanho do texto

Em má fase no Brasileiro, equipe paulista joga pela Copa Euroamericana como parte das comemorações do centenário

O argentino Allione treina no Palmeiras. Ele pode estrear nesta quarta
Cesar Greco/Fotoarena
O argentino Allione treina no Palmeiras. Ele pode estrear nesta quarta

Às 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, o Palmeiras enfrenta a Fiorentina em jogo pela Copa Euroamericana e anunciado por Paulo Nobre como parte das comemorações do centenário. O time, contudo, encara o quarto colocado do último Campeonato Italiano poupando jogadores e cumprindo sua obrigação enquanto tenta administrar sua crise.

O compromisso faz parte do torneio que promove uma disputa entre europeus e americanos com clubes dos dois continentes. Mas, para Ricardo Gareca, é uma chance de testar jogadores pouco usados e até promover a estreia do recém-contratado meio-campista Agustín Allione. Os titulares treinarão nas manhãs do dia do jogo e do dia seguinte, pensando só em se recuperar no Brasileiro.

Dividido, filho de Julinho Botelho se emociona com Palmeiras e Fiorentina

O Verdão está a três pontos da zona de rebaixamento e não vence na liga nacional há seis jogos, tendo perdido as três partidas pela competição sob o comando de Gareca. O treinador faz de tudo para valorizar o confronto diante dos italianos, mas está mais preocupado em enfrentar o Bahia no domingo.

"No Palmeiras, você sempre tem que ganhar, e é um compromisso internacional. Estamos vindo de uma derrota em clássico, a torcida não deve estar contente e seria bom ganhar esse importante compromisso, sobretudo por ter como rival uma grande equipe como a Fiorentina", falou o treinador.

Em quatro primeiros jogos no Vélez, Gareca também só venceu time de Série B

"Todas as partidas são importantes. A Fiorentina está se preparando para o início de sua temporada e nós estamos no meio do campeonato, mas é um jogo importante por toda a história. Serve para ver jogadores, encontrar uma maneira de jogar e definir algo que será muito importante", continuou o argentino.

O elenco nem vai se concentrar para o compromisso e já discursa tentando minimizar uma possível derrota no único confronto internacional no centenário. "Quando você veste a camisa do Palmeiras, todos estão te vendo e o jogo é importante. Será um grande espetáculo e precisamos fazer bem o nosso papel. Mas, caso o resultado positivo não aconteça, não podemos deixar isso atrapalhar. Precisamos de força no Brasileiro e somar pontos", falou Marcelo Oliveira.

Montella, técnico da Fiorentina
Marcelo Machado de Melo/Fotoarena
Montella, técnico da Fiorentina

Do outro lado, para a Fiorentina, o compromisso não é nada além de uma partida de pré-temporada. Assim como foi seu primeiro duelo pela Copa Euroamericana, no sábado, quando venceu o Estudiantes na Argentina por 1 a 0, e como será o jogo diante do Universitario, no Peru, no próximo sábado.

"Com certeza, será um jogo que envolve as tradições de Brasil e Itália. Estamos muito felizes por participar dessa partida. Será uma experiência importante para os nossos jovens e, principalmente, para mim, como técnico. Mas, em primeiro lugar, serve como preparação para a nossa temporada", analisou o técnico Vincenzo Montella.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X FIORENTINA

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 30 de julho de 2014, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Marcio Luiz Augusto (ambos de SP)

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Tobio, Marcelo Oliveira e Victor Luis; Renato, Josimar, Mendieta (Wesley) e Allione; Leandro (Mouche) e Érik (Henrique)
Técnico: Ricardo Gareca

FIORENTINA: Neto; Roncaglia, Gonzalo e Alonso; Piccini, Brillante, Wolski, Borja Valero e Vargas; Bernardeschi e Mario Gomez
Técnico: Vincenzo Montella

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.