Tamanho do texto

Com gols de Victor Luis e Leandro, o time de Ricardo Gareca voltou a vencer na partida da Copa EuroAmericana. Jogo terminou em 2 a 1, no Pacaembu

Jogadores do Palmeiras comemoram o gol de Leandro diante da Fiorentina, no Pacaembu
Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta Press
Jogadores do Palmeiras comemoram o gol de Leandro diante da Fiorentina, no Pacaembu

Não havia nenhum Valdir de Moraes, Tupãzinho ou Júlio Botelho em campo. Mas Victor Luis e Leandro foram suficientes para engatar a segunda vitória de Ricardo Gareca. Atuando no Pacaembu, o Palmeiras derrotou a Fiorentina por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Copa EuroAmericana. O vencedor levantou a Taça Júlio Botelho, jogador ídolo na história dos dois times.

No que parecia mais um amistoso para a Fiorentina, a partida que marcava o reencontro das equipes depois de 51 anos tinha caráter decisivo para o Palmeiras. Em decadência no Campeonato Brasileiro, o clube paulista aproveitou a chance desta noite para observar jogadores pouco aproveitados por Gareca e esquecer a derrota por 2 a 0 para o Corinthians, no final de semana.

A grata novidade do Palmeiras foi a estreia do meia Allione. Recém contratado, o jogador de 19 anos atuou pelo lado direito do campo e demonstrou habilidade. Ele foi indicação de Gareca, com quem trabalhou no Vélez Sarsfield.

Com o trunfo dos brasileiros, a América empata no placar com a Europa em 4 a 4. Segundo prevê o regulamento da competição, o vencedor da partida pontua para o continente que pertence. Ao final, o título ficará com o continente que mais somar pontos.

Capitão Wesley levanta o Troféu Juninho Botelho após vitória sobre a Fiorentina pela Copa Euroamericana
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Capitão Wesley levanta o Troféu Juninho Botelho após vitória sobre a Fiorentina pela Copa Euroamericana

O Palmeiras volta a campo no domingo, contra o Bahia, às 16h, no Pacaembu, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. No dia anterior, a Fiorentina encara o Universitário (Peru), às 19h (de Brasília), em mais um duelo da Copa EuroAmericana.

Primeiro tempo

É verdade que a Fiorentina estava escalada com a sua equipe reserva, mas o primeiro tempo serviu para o Palmeiras fazer o que não conseguiu no clássico com o Corinthians, no último domingo. Em apenas 45 minutos, os comandados de Ricardo Gareca demonstraram força no contra-ataque e balançaram as redes duas vezes. O estreante da noite Allione, de apenas 19 anos, se destacou.

Com novidades no time, o Palmeiras foi escalado com Mendieta centralizado e Allione caindo pelo lado direito no meio-de-campo, enquanto Leandro e Erik formavam o ataque. No lado dos italianos, muitos suplentes e o alemão Mario Gomez cortado até do banco.

Ainda no início do jogo, a Fiorentina desperdiçou uma chance incrível de abrir o placar no Pacaembu. Depois de boa jogada de Matias Fernandez e Pasqual, a defesa do Palmeiras ficou estática e, na marca do pênalti, Babacar perdeu o gol cara a cara com o goleiro Fábio.

Sorte para o Palmeiras que minutos depois não perdeu a oportunidade de explodir o Estádio Municipal. Aos 14 minutos, o lateral-esquerdo Victor Luis bateu cruzado da intermediária sem chances de defesa para o goleiro brasileiro Neto. Foi o primeiro gol dele em cinco jogos.

A Fiorentina, mesmo em desvantagem, mostrava-se mais organizada e descia ao ataque com perigo. E quando a qualidade não era o forte, o Palmeiras ia na base da raça e afastava a bola de dentro da área de qualquer maneira. Valia chutão.

E Na base do contra-ataque, o Palmeiras encontrou espaços na marcação da Fiorentina. Aos 36 minutos, Leandro - que está em péssima fase e oscilando durante os jogos - apareceu e colocou a bola no canto esquerdo do goleiro Neto. 2 a 0 Palmeiras.

Segundo tempo e pressão dos italianos

O argentino Allione estreou pelo Palmeiras diante da Fiorentina
Reginaldo Castro/Gazeta Press
O argentino Allione estreou pelo Palmeiras diante da Fiorentina

Na volta do intervalo, o técnico Vicenzo Montella realizou três alterações, e Fiorentina, que ainda está em pré-temporada, arriscou boas jogadas. Em uma delas, o goleiro Fábio foi obrigado a fazer a defesa e, no rebote, a defesa palmeirense mandar para a lateral. A trave também deu as caras.

Depois, foi a vez do argentino Gareca mudar o time. Patrick Vieira e Bernardo entraram nos ligares de Erik e Mendieta, respectivamente. O ex-jogador do Vasco, que só não deixou o clube por não poder mais atuar em mais nenhuma equipe nesta temporada, exibiu o cartão de visitas em um chute forte. Poderia ter sido o terceiro do Palmeiras.

E no momento em que o Palmeiras colocava em campo Léo Cunha e Mazinho, a Fiorentina diminuiu. Babacar iniciou a jogada e rolou para Rossi, que ombro a ombro com Marcelo Oliveira, ganhou na corrida e anotou para os italianos.

A partir daí, a Fiorentina não cansou de perdeu gols. Foram chutes de fora da área, cruzamento, domínio no meio-de-campo e nada da bola entrar. E acabou assim: 2 a 1 Palmeiras.

Homenagem antes de a bola rolar

Antes de a bola rolar, o ex-árbitro brasileiro Wilson Luiz Seneme apitou o início da partida e foi homenageado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), representada por Nilson de Souza Monção. Depois da comemoração, Raphael Claus (SP) assumiu o apito e comandou o jogo.

Outros jogos da EuroAmericana:

20/07: Junior Barranquilla (Colômbia) 0 x 1 Monaco (França)
23/07: Atlético Nacional (Colômbia) 2 x 4 Monaco (França)
26/07: Estudiantes (Argentina) 0 x 1 Fiorentina (Itália)
26/07: Alianza Lima (Peru) 2 (9) x (8) 2 Valencia (Espanha)
27/07: San Jose Earthquakes (EUA) 0 (3) x 0 (4) Atlético de Madrid (Espanha)
29/07: Universidad Católica (Chile) 1 x 0 Valencia (Espanha)
30/07: América (México) 0 (3) x (2) 0 Atlético de Madrid (Espanha)
30/07: Palmeiras (Brasil) 2 x 1 Fiorentina (Itália)
02/08: Universitário (Peru) x Fiorentina (Itália), às 19h

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 FIORENTINA

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 30 de julho de 2014, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Marcio Luiz Augusto (ambos de SP)
Cartões Amarelos: Pasqual e Pizarro (Fiorentina)
Gols: PALMEIRAS: Victor Luís, aos 13, e Leandro, aos 35 minutos do primeiro tempo FIORENTINA: Rossi, aos 27 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fábio; Weldinho, Wellington (Victorino), Marcelo Oliveira e Victor Luis; Josimar, Wesley (Léo Cunha), Allione (Mazinho) e Mendieta (Bernardo); Leandro e Erik (Patrick Vieira)
Técnico: Ricardo Gareca

FIORENTINA: Neto; Tomovic, Hegazi, Savic e Pasqual; Bakic (Piccini), Lazzari (Vargas), Matías Fernandez (Vecino) e Ilicic (Rossi); Babacar e Joaquin (Pizarro)
Técnico: Vincenzo Montella

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.