Tamanho do texto

Ricardo Gareca se recusou a falar sobre o momento ruim do time no Brasileirão, enquanto os italianos contam com o brasileiro Neto, que já mira a seleção brasileira

Palmeiras e Fiorentina protagonizarão nesta quarta-feira, no Pacaembu, mais um jogo da Copa EuroAmericana, competição criada em 2013. Contra os galáticos do clube italiano, como o alemão Mario Gomez, o técnico Ricardo Gareca terá de quebrar a cabeça para vencer o adversário, já que tem um time esfacelado e um início nada animador no Campeonato Brasileiro. Às vésperas do confronto e no dia do aniversário de 85 anos de Júlio Botelho, os representantes das equipes se reuniram em um hotel em São Paulo e sequer deram pistas de quem será escalado.

Em quatro primeiros jogos no Vélez, Gareca também só venceu time de Série B

O Palmeiras, representado por Gareca e o volante Marcelo Oliveira, deve ter novidades na escalação. Embora não confirme os nomes, o comandante confirmou que o recém-contratado Allione tem a possibilidade de iniciar a partida. "Alguns jogadores que não tem tido iniciado os jogos podem ser utilizados e observados. Allione tem possibilidade jogar. A torcida do Palmeiras pode ter a chance de vê-lo", afirmou o argentino.

Ricardo Gareca, técnico do Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Ricardo Gareca, técnico do Palmeiras

No lado dos italianos, o técnico Vicenzo Montella também fez mistérios quanto à escalação, mas espera contar com a sabedoria do zagueiro brasileiro Neto para descobrir o secredo dos palmeirenses, em má fase no Campeonato Brasileiro.

"Vamos estudar o time. Poder participar da partida assim é uma experiência para os nossos jovens, nosso time. Estamos felizes por terem nos escolhido, porque isso acrescenta experiência. Nós podemos conhecer o modelo de jogo dos países e aproveitar no futuro em caso de um reencontro", falou Montella.

Neto, que inclusive é colega de Marcelo Oliveira, quer aproveitar a partida no Pacaembu para chamar a atenção do técnico da seleção brasileira, Dunga. "Essa é uma oportunidade importante de retornar ao meu país, onde aprendi tudo. Estou muito contente e quem sabe eu possa ser chamado (para seleção). Por ser brasileiro, conheço um pouco dos times daqui e os jogadores do Palmeiras. É uma honra para mim disputar esse duelo", enalteceu.

Se no lado da Fiorentina está tudo mais tranquilo, no do Palmeiras as coisas não estão nem um pouco calmas. Ao ser questionado por um jornalista sobre a seca de gols que vivem os atacantes, Gareca foi direto. "Eu estou aqui apenas para falar sobre o jogo internacional contra a Fiorentina. Na quinta ou sexta-feira, você me pergunta o que está acontecendo com o Palmeiras. Hoje é Fiorentina", retrucou.

Apesar disso, o palmeirense encara a partida como a chance de se recuperar da derrota por 2 a 0 sofrida para o Corinthians no último domingo. "O Palmeiras tem de ganhar sempre. Esse é um compromisso internacional e temos de jogar com seriedade. A torcida está triste, então seria bom vencer um rival como a Fiorentina", completou.

Fórmula de disputa da Copa EuroAmericana

Diferentemente das eventuais competições, a Copa EuroAmericana possui uma fórmula de disputa no qual quem pontua é o continente dos clubes representantes. Na final, o título será concedido ao continente que mais pontuar.

Quanto à fórmula de disputa, os times se enfrentam em um jogo único e, em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis. A vitória concederá um ponto para o continente que a equipe representar - e não para o time. No ano passado, a Europa levou o troféu ao vencer as Américas por 6 a 2.

O Palmeiras será o time que representará o Brasil na Copa EuroAmericana, torneio que reúne representantes da Europa e das Américas e acontecerá entre 20 de julho e 2 de agosto em diversas cidades do continente americano.

Nesta edição, participam três equipes europeias (Atlético de Madrid e Sevilla, da Espanha, e Porto, de Portugal) e oito da América do Sul (Estudiantes de La Plata, da Argentina, Universidad Católica, do Chile, Millonarios e Atlético Nacional, da Colômbia, Barcelona, do Equador, Sporting Cristal, do Peru, Deportivo Anzoatégui, da Venezuela, e Nacional, do Uruguai).

20/07: Junior Barranquilla (Colômbia) 0 x 1 Monaco (França)
23/07: Atlético Nacional (Colômbia) 2 x 4 Monaco (França)
26/07: Estudiantes (Argentina) 0 x 1 Fiorentina (Itália)
26/07: Alianza Lima (Peru) 2 (9) x (8) 2 Valencia (Espanha)
27/07: San Jose Earthquakes (EUA) 0 (3) x 0 (4) Atlético de Madrid (Espanha)
29/07: Universidad Católica (Chile) x Valencia (Espanha), às 21h
30/07: América (México) x Atlético de Madrid (Espanha), às 19h
30/07: Palmeiras (Brasil) x Fiorentina (Itália), às 21h50
02/08: Universitário (Peru) x Fiorentina (Itália), às 19h

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas