Tamanho do texto

Técnico prefere não entrar em polêmicas e se recusa a explicar situações de André Santos, afastado após ser agredido, e Elano, que estaria assinando a rescisão já que não é aproveitado

Animado pela vitória sobre o Botafogo, em partida que marcou seu reencontro com o Flamengo , o técnico Vanderlei Luxemburgo adotou tom enfático quando questionado sobre as situações de André Santos e Elano. O comandante rubro-negro não tratou do aproveitamento de ambos no elenco e deixou as definições a cargo da diretoria.

Luxemburgo faz mistérios e não comenta polêmica
Gilvan de Souza/Flamengo
Luxemburgo faz mistérios e não comenta polêmica

"Assim que isso for resolvido, os dirigentes vão falar comigo, e também com vocês da imprensa. Caso eles sejam liberados, vão voltar a trabalhar com o restante do elenco. É um assunto interno, que não cabe a mim tratar", enfatizou.

Entretanto, sobre a próxima partida, contra a Chapecoense, em Santa Catarina, Luxemburgo deixou em aberto mudanças na escalação. O zagueiro Chicão, que retorna de suspensão, não tem titularidade certa. Já para a vaga de Cáceres, expulso no último compromisso, o treinador deverá optar pela entrada de Muralha ou Canteros.

"Vou começar a preparar a equipe a partir de amanhã (terça-feira). O Chicão volta a treinar, mas se ele será titular, isso só o desempenho dele nas atividades dirá. Para a vaga de Cáceres, tenho Muralha, o Canteros, mas verei todas as opções", finalizou.

O compromisso contra a Chapecoense, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, ocorre neste domingo, às 16 horas (de Brasília), na Arena Condá, em Chapecó-SC. O Flamengo figura na 18ª posição, com dez pontos somados - um a menos que seu próximo adversário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.