Tamanho do texto

Técnico diz que time foi envolvido pelo rival no final de semana e afirma que estudará o próximo adversário: o Atlético-MG

A vitória diante do Criciúma, jogando com três atacantes, deixou a sensação de que o Atlético-PR havia encontrado uma forma mais moderna de jogar este Campeonato Brasileiro e surpreender. O técnico Doriva bancou a manutenção do esquema e esperava o mesmo desempenho diante do Fluminense. Porém, foi surpreendido. O resultado foi uma derrota por 3 a 0, na Arena da Baixada, e muita explicações para dar sobre a apresentação abaixo do esperado.

Confira a tabela completa do Campeonato Brasileiro

"A gente não conseguiu repetir as atuações que tivemos nos dois últimos jogos. Sabíamos que o Fluminense é uma equipe que trabalha bem a bola, tem jogadores qualificados, e a gente não conseguiu a nossa maneira de marcar, com força, pressionando após a perda. Fomos envolvidos", avaliou o comandante rubro-negro, que mexeu no time na segunda etapa, mas não obteve sucesso. "Fizemos algumas alterações para dar mais mobilidade ao time. Infelizmente os gols não saíram", acrescentou.

A derrota, fora o prejuízo na classificação, deixa lições. Para o treinador, sem dúvidas, mas especialmente para os jogadores, a quem acredita que faltou experiência. "Nossa equipe é jovem, que tem muito a aprender e evoluir ainda. Vamos trabalhar com as imagens e as estatísticas que eles podem amadurecer. Tiveram gols que a gente podia perfeitamente evitar. Um pouquinho mais de atenção, comunicação, e isso a gente tem passado a eles", analisou.

Doriva terá uma semana para trabalhar e se debruçar sobre os vídeos da derrota, já que prevê duelos ainda mais duros na sequência da competição e mudar terá que ser uma alternativa. "Temos que tirar muitas lições. Esse jogo vai ser motivo de um estudo mais profundo do que aconteceu. Vamos tentar ver o que aconteceu porque vamos enfrentar qualificados, o Brasileiro é difícil, com equipes qualificadas e a gente tem que encontrar uma alternativa para enfrentar esses times mais fortes", concluiu.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Atlético Mineiro, domingo, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. O tropeço tirou o Furacão do G-4 e, para não deixar o grupo de líderes escapar ainda mais, somar pontos fora de casa será fundamental. Para a partida, Weverton, com três cartões amarelos, está fora para cumprir suspensão. Santos deve ficar com a vaga.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas