Tamanho do texto

Atualmente, 100% do que é arrecadado pelo clube carioca é penhorado para pagamento de dívidas

Dois dias depois de perder de 1 a 0 para o Flamengo, com os jogadores entrando no gramado com uma faixa protestando contra os atrasos salariais, o elenco do Botafogo se reapresentou na manhã desta terça-feira no Engenhão. Logo de cara, o grupo se reuniu com o técnico Vagner Mancini e com o diretor de futebol Wilson Gottardo, que foi o representante da diretoria no diálogo.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Novamente Gottardo ouviu que a situação de alguns jogadores começa a ficar crítica, que alguns nomes um pouco mais abonados do elenco estão ajudando os demais e que é preciso começar a honrar os compromissos. O dirigente explicou que o clube depende de uma decisão que acontecerá em 7 de agosto, quando o Botafogo poderá voltar a ser incluído no Ato Trabalhista, tendo assim parte de sua receita desbloqueada.

Atualmente, 100% do que é arrecadado é penhorado para pagamento de dívidas. Gottardo disse que não ficou satisfeito com a forma encontrada pelos jogadores para se manifestarem, dizendo que isso acaba sendo ruim para eles mesmos, que passam a ser mais cobrados por possíveis maus resultados.

Ainda na conversa o dirigente ouviu dos jogadores que nenhum deles pensou em não enfrentar o Flamengo, conforme chegou a ser noticiado e todos garantiram que empenho não tem faltado. Porém, concordam que o desempenho possa estar sendo afetado por situações extra-campo ligadas ao aspecto financeiro.

Vagner Mancini também pediu ao elenco tranquilidade, lembrou que vive situação igual a deles e que a forma que se tem de ajudar a resolver isso é lutar dentro de campo e chamar a torcida para perto. Nenhum dos participantes quis falar oficialmente sobre o encontro. O clima, porém, continua muito pesado.

A diretoria segue sem dar prazo para pagar os salários. O presidente Maurício Assumpção busca junto ao Sindicatos de Funcionários de Clubes apoio para desbloquear verbas apenas para pagar alguns dos meses atrasados. Além disso, está ansioso pela liberação do clube no Ato Trabalhista. Fontes não confirmam, mas parece que essa decisão judicial pode fazer com que volte aos cofres do Glorioso cerca de R$ 95 milhões, sendo que a maior parte continuaria obrigatoriamente a ser utilizada para pagamento de dívidas.

As conversas entre dirigentes e jogadores atrasou o jogo-treino com o Bangu-RJ. Tanto que os jogadores adversários ficaram tendo que aguardar no gramado do Engenhão. Vagner Mancini começa nesta quarta-feira a pensar a equipe que vai enfrentar o Cruzeiro, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Para a partida contra o Cruzeiro o treinador não poderá contar com o volante Aírton, que cumpre suspensão por acúmulo de cartões amarelos. O treinador pode promover a entrada de Rodrigo Souto, o que manteria o esquema com três volantes, ou dar mais criatividade ao meio-de-campo. Neste caso o paraguaio Pablo Zeballos disputaria posição com o jovem Daniel.

A boa notícia fica por conta do retorno do lateral esquerdo Junior Cesar, que cumpriu suspensão diante do Flamengo e deverá reaparecer no posto de Julio Cesar. Nesta quarta-feira o elenco volta a treinar na parte da manhã.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas