Tamanho do texto

"Seria só a CBF cuidando das seleções, feminina, masculina, todas as seleções, e as Ligas cuidando dos campeonatos", disse Hélio dos Anjos, em entrevista ao Portal 730

O técnico do Atlético-GO já sabe como o futebol brasileiro deveria ser modificado por conta do histórico 7 a 1 sofrido diante da Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo. Hélio dos Anjos pediu, em entrevista ao Portal 730, o fim das federações estaduais do futebol brasileiro.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B

"Pra mim não pode mais existir Federação de Futebol. Seria só a CBF cuidando das seleções, feminina, masculina, todas as seleções, e as Ligas cuidando dos campeonatos. Seriam quatro divisões e quatro Ligas independentes cuidando de cada uma delas, e assim seria mais tranquilo, o futebol brasileiro estaria mais capacitado para essa nova organização que todo mundo fala. Enquanto estiver do jeito que está, continuaremos tendo problemas", disse o treinador.

Além de pedir a criação das chamadas Ligas Independentes, Hélio dos Anjos ressalta a importância do pagamento de salários em dia. "O reflexo passa a ser maior porque aí começam a questionar comportamento da equipe em função de salário em dia ou de salário não em dia. Pagar em dia, em qualquer setor, não é virtude, é obrigação", ressaltou.

Por fim, o treinador questiona o modelo de disputa e acusa clubes de serem privilegiados na disputa do Campeonato Brasileiro. "A gente entende o momento do futebol brasileiro, que é dificílimo, o processo não é só do Atlético. O processo chega no São Paulo, chega no último campeão da Libertadores, vai no Botafogo também. Essa três equipes estão entre as 12 privilegiadas do Brasileiro, porque as outras oito, seja o que Deus quiser", afirmou Hélio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas