Tamanho do texto

Vistoria realizada na Arena Corinthians apontou 258 assentos danificados por palmeirenses durante o clássico de domingo

Palmeirenses quebraram 258 cadeiras no clássico com Corinthians
Jorge Nicola
Palmeirenses quebraram 258 cadeiras no clássico com Corinthians

A vistoria realizada nesta segunda-feira na Arena Corinthians concluiu que 258 cadeiras foram quebradas por palmeirenses durante o clássico disputado no último domingo. Segundo o jornal Estado de S. Paulo , um representante do Palmeiras que participou da inspeção já repassou o número à diretoria do clube, que deve se pronunciar sobre a resolução do problema em algumas horas.

Vídeo: jogadores de Corinthians e Palmeiras brigam no clássico paulista

O acordo firmado entre os clubes reza que o Palmeiras arque com o custo da reposição dos assentos do setor visitante. Como cada cadeira custa R$ 175, o orçamento a ser elaborado pelo Corinthians deve girar em torno dos R$ 45 mil. Além dos lugares, um secador de mão do banheiro dos visitantes também foi danificado.

Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira, o Palmeiras reiterou que vai arcar com o prejuízo do rival nos assentos, lamentou o episódio e elogiou o suporte da PM em Itaquera. "Agradecemos o empenho do 2o. Batalhão de Choque da Polícia Militar de São Paulo na condução do esquema de segurança no jogo de ontem. Ficamos muito gratos por terem garantido a integridade física dos palmeirenses que se dirigiram ao estádio. Entendemos que atitudes como esta, que priorizam o bem-estar dos torcedores, podem fazer com que mais pessoas voltem a frequentar esses ambientes esportivos", diz parte do texto, atribuído ao presidente Paulo Nobre.

Bom Senso FC fortalece vínculo com Dilma e atua para democratizar a CBF

Mais de 31 mil pessoas foram à Arena Corinthians assistir à vitória alvinegra no clássico disputado no último domingo. Do público total, cerca de dois mil palmeirenses acabaram frustrados pelo revés por 2 a 0 e alguns deles descontaram na estrutura do estádio rival. Entre estes, Diego Sequita e William Santon ainda retrataram o vandalismo em fotos e postaram nas redes sociais diminuindo a nova casa do adversário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas